Conecte-se conosco

Notícias Corporativas

Gestão inteligente de energia ganha espaço nos negócios das empresas

Ao gerir o recurso da forma correta, companhias conseguem aumentar o tempo de vida de aparelhos conectados, garantir maior segurança para os usuários e diminuir custos

Publicado

em

O Brasil tem fortalecido sua oferta interna de energia. Em 2021, o total de energia disponibilizada no país atingiu 301,5 megatoneladas equivalentes de petróleo (Mtep), o que representa um avanço de 4,5% em relação ao ano anterior. Os dados são do Relatório Síntese do Balanço Energético Nacional 2022, feito pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). 

Em relação às fontes renováveis, de acordo com o Balanço Energético de 2021 do Ministério de Minas e Energia (MME), o país tem tido destaque mundial. A utilização desses recursos se divide em 15,2% para fontes primárias e 84,8% para a geração de eletricidade — composta por hídrica (65,2%), biomassa (9,1%), eólica (8,8%) e solar (1,7%).

“Com o aumento da oferta interna, surge a crescente necessidade de uma gestão inteligente da eletricidade, conceito no qual é possível continuar com o progresso proporcionado por ela, sem impactar negativamente o meio ambiente”, diz Júlio Martins, vice-presidente de Power Products, Power Systems e Digital Energy da Schneider Electric Brasil.

Além disso, segundo o executivo, há diversos ganhos não só para as empresas, mas para instituições públicas e residências. Ele explica que, ao gerir o recurso da forma correta, elas proporcionam maior tempo de vida dos aparelhos conectados, maior segurança para os usuários/operadores, economia de custos com eletricidade e precisão das informações.

Mas, mesmo que o Brasil esteja inserido em um contexto tão positivo para o segmento, ainda há desafios a serem vencidos, os principais são a automação e a digitização dos ativos. “Para as companhias que querem melhorar essa questão, há algumas estratégias que podem ser adotadas. Esses passos potencializam o uso da energia e ajudam no desempenho dos negócios”, afirma.

1) Dados em tempo real 

Além de beneficiar inúmeras outras áreas, investir em automação é um passo fundamental para trabalhar de maneira mais assertiva a questão da energia. Segundo Martins, é possível, por exemplo, utilizar softwares que recolham dados em tempo real e analisem quais dispositivos estão consumindo mais eletricidade (por perdas ou fugas), quais tiveram algum problema no funcionamento e por quanto tempo isso ocorreu, desgaste e necessidade de manutenção preventiva ou corretiva entre outros fatores. 

“Isso faz com que as companhias conheçam melhor o próprio negócio, o que permite determinar a ordem de prioridade em relação a novos investimentos em sua jornada de transformação digital, e ganho de eficiência energética. Evitando, assim, gastos iniciais desnecessários ou a tomada de decisão de maneira impulsiva.”

2) Mercado livre de energia

Para as companhias que ainda têm um longo caminho no quesito eficiência energética/sustentabilidade, o executivo explica que é essencial compreender que o mercado já disponibiliza diversas opções – de produtos ou serviços – que podem atender a todo tipo de necessidade. “A principal solução, que vem ganhando cada vez mais força, é o mercado livre de energia, ou Power Purchase Agreements (PPA)”, diz.

Nesse tópico, segundo ele, as próprias companhias podem produzir sua energia (de fontes renováveis) para consumo próprio e até mesmo comercializar o excedente, a isso se chama de “Prosumers”, ou seja, usuários que hora são consumidores e outra hora são produtores de energia. O diretor afirma que, além de diminuir a dependência de um único fornecedor, essa opção traz maior autonomia e economia.

3) Métricas e sustentabilidade

Com a obtenção de dados em tempo real por meio da digitalização dos ativos, de acordo com Martins, cria-se uma linha base pela qual é possível que a empresa compreenda em qual momento de negócios ela está. Ele explica que isso é fundamental para que, a partir daí, ela possa traçar metas que reflitam os esforços para uma performance mais sustentável. 

“Além disso, uma melhor gestão do uso de recursos cada vez mais escassos e caros, como a energia elétrica, é um esforço em direção à sustentabilidade do planeta. E isso está mais próximo da nossa capacidade de intervir e de participar de toda essa jornada do que podemos imaginar.”

Notícias Corporativas

Informalidade passou dos 50% entre os trabalhadores em 2022

Levantamento realizado pelo Fundo Brasil, com dados do IBGE, mostra fragilidade do mercado de trabalho no país

Publicado

em

por

A informalidade no Brasil chegou a mais de 50% dos trabalhadores em 2022, considerando autônomos e empregados no setor público sem carteira assinada. As informações são do levantamento realizado pelo Fundo Brasil de Direitos Humanos – fundação independente, sem fins lucrativos, voltada ao apoio de projetos para defesa dos direitos no país. O estudo utilizou dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e do Ministério do Trabalho e Previdência.

O Pará lidera a lista de estados brasileiros com 61,8% de trabalhadores informais, seguido de Maranhão (59,4%), Amazonas (57,7%), Piauí (56,1%) e Bahia (53,1%). Trabalhadoras domésticas, entregadores e motoristas de aplicativo, migrantes, catadores de recicláveis e trabalhadores da indústria da moda estão entre os profissionais mais precarizados, de acordo com o levantamento.

Os números evidenciam a fragilidade do contexto enfrentado no Brasil. “Hoje, os direitos a auxílio-doença, licença-maternidade e pensão, entre outros benefícios previdenciários, só podem ser acessados por trabalhadores formais”, alerta Allyne Andrade, superintendente adjunta do Fundo Brasil.

O estudo do Fundo Brasil mostra ainda a desigualdade no mercado de trabalho em relação a gênero e raça. De acordo com dados do IBGE, 37% de todas as pessoas desempregadas no Brasil são mulheres negras, enquanto apenas 16% são homens brancos.

“Três em cada quatro trabalhadoras domésticas são empregadas informalmente, e 70% das pessoas que trabalham nesse setor são mulheres negras”, explica Allyne.

Iniciativas para garantir o trabalho digno vêm sendo discutidas no país. O ministro do Trabalho e do Emprego, Luiz Marinho, vai instalar até março um grupo dedicado à questão da regulamentação do trabalho por aplicativo.

Combate à desigualdade no mercado de trabalho

Uma das ações mais recentes de apoio e defesa do trabalho digno no país é o Labora, um fundo de investimentos lançado pelo Fundo Brasil em dezembro, em parceria com a Fundação Laudes, Fundação Ford e Open Society Foundations. Ao longo de três anos, o Labora destinará US$ 8,5 milhões (cerca de R$ 45 milhões) a grupos, coletivos e organizações não governamentais, localizados em áreas urbanas ou rurais, que se dediquem à promoção dos direitos dos trabalhadores brasileiros.

O primeiro edital do novo fundo está com inscrições abertas até o dia 3 de fevereiro. Serão contemplados 25 projetos, durante um ano, com doações de até R$ 50 mil ou até R$ 100 mil, totalizando R$ 1,6 milhão. A expectativa é apoiar, principalmente, organizações de base, que atendam pessoas e grupos mais vulneráveis.

 “A partir da escuta ativa, apoiamos as organizações para que defendem os direitos humanos, conforme as necessidades dos territórios. É o que vamos fazer com o Labora”, reforça Ana Valéria Araújo, superintendente do Fundo Brasil.

Mais informações no site https://fundobrasil.org.br/labora/

Continuar Lendo

Notícias Corporativas

Andersen Global encerra mais um ano de forte crescimento com a adição de 11 novas firmas-membro no mundo todo

A presença internacional cada vez maior proporciona aos clientes multinacionais serviços independentes e multidisciplinares – os melhores da categoria

Publicado

em

por

A Andersen Global, líder mundial em serviços tributários e jurídicos, dá as boas-vindas a 11 firmas-membro em sua plataforma, aumentando sua capacidade de fornecer serviços independentes, multidisciplinares e sem fronteiras a seus clientes internacionais. Por meio de seus membros e entidades colaboradoras, a Andersen Global conta com mais de 13 mil profissionais e presença em mais de 390 localidades em mais de 170 países em seis continentes, dando-lhe uma das maiores presenças globais entre empresas multinacionais e multidisciplinares de serviços profissionais.

As novas firmas-membro da organização incluem:

  • A&A Tax (Austrália)
  • Law Firm SAJIĆ (Bósnia e Herzegovina)
  • CN Law (Burundi)
  • Nimba Conseil (Guiné)
  • Saint Lawrence Tax Consultancy (Jordânia)
  • Unicase (Cazaquistão)
  • Halim Hong & Quek (Malásia)
  • Tax & Legal Advisers LLC (Tadjiquistão)
  • ECC Denetim (Turquia)
  • MGC Legal (Turquia)
  • Intuit Management Consultancy (EAU, Singapura e Índia)

“Como empresa, demos grandes passos no ano passado para aprofundar nossas capacidades nos principais mercados e especialidades, incluindo fusões e aquisições, avaliação e mobilidade global, para nos tornarmos um verdadeiro balcão único de atendimento para nossos clientes multinacionais”, disse o presidente e CEO da Andersen Global, Mark Vorsatz. “Essas firmas-membro reforçam nossa abordagem global, unificam ainda mais a marca Andersen e nos permitem oferecer um serviço internacional contínuo, posicionando-nos bem para o crescimento contínuo.”

A Andersen Global cresceu rapidamente desde a sua criação em 2013. Somente nos últimos cinco anos, a organização se expandiu para mais de 150 países, com uma média de mais de um negócio por semana durante esse período. Somente em 2022, a Andersen Global adicionou uma nova presença ou expandiu sua presença atual em mais de 50 novos localidades e aumentou sua equipe de trabalho em mais de 2 mil profissionais.

Os países nos quais a Andersen anunciou uma presença expandida em 2022 foram:

África

República Centro-Africana, Chade, Etiópia, Gana, Mali, Ruanda e Tanzânia

Américas e Caribe

Brasil, Ilhas Virgens Britânicas, Canadá, Guadalupe, Montserrat

Ásia e Ásia-Pacífico

Austrália, Bangladesh, Indonésia, Nova Zelândia, Coreia do Sul, Sri Lanka, Taiwan e Tailândia

Europa

Áustria, Bélgica, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Islândia, Letônia, Lituânia, Eslováquia, Eslovênia, Suíça e Reino Unido

Médio Oriente

Paquistão

Andersen Global é uma associação internacional de empresas membro independentes e legalmente separadas, composta por profissionais jurídicos e tributários do mundo todo. Fundada em 2013 pela empresa membro Andersen Tax LLC dos EUA, a Andersen Global agora conta com mais de 13 mil profissionais ao redor do globo e presença em mais de 390 localidades por meio de suas empresas membro e firmas colaboradoras.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contato:

Megan Tsuei

Andersen Global

415-764-2700

Fonte: BUSINESS WIRE

Continuar Lendo

Notícias Corporativas

ExaGrid assina contrato com Arrow Electronics

Novo relacionamento com o principal distribuidor mantém a ExaGrid no caminho para o contínuo crescimento do canal

Publicado

em

por

ExaGrid®, a única solução de armazenamento de backup em níveis do setor, anunciou hoje que a empresa assinou um contrato de distribuição com a Arrow Electronics, um distribuidor de valor agregado da Fortune 104. A Arrow reúne as principais tecnologias e serviços do mundo para habilitar seu ecossistema de canal mundial. A plataforma de gerenciamento de nuvem da Arrow, ArrowSphere, remove a complexidade do processo de compra de TI ao conectar estas tecnologias com milhares de parcerias do canal e usuários finais mediante um extenso catálogo de nuvem e recursos de gestão do ciclo de vida.

“Temos o prazer de dar início a este relacionamento e disponibilizar nossa solução de armazenamento de backup em níveis para mais parcerias do canal e seus clientes usuários finais nos EUA e Canadá através de nosso novo contrato com a Arrow Electronics”, disse Bill Andrews, presidente e diretor executivo da ExaGrid. “Este novo contrato respalda nossos esforços de reforçar nossos relacionamentos no canal e ampliar nossos negócios com mais revendedores, tudo com foco contínuo em oferecer às organizações o melhor armazenamento de backup do setor.”

A ExaGrid tem mais de 3.750 clientes ativos de médio a grande porte que usam armazenamento de backup em níveis da ExaGrid para proteger seus dados. O crescimento da ExaGrid vem acelerando e a empresa está contratando em todos os aspectos da empresa a nível mundial. A ExaGrid anunciou recentemente seus destaques para 2022, que incluiu um ano com crescimento de receita bem como caixa, EBITDA e P&L positivos da empresa durante os últimos nove trimestres consecutivos.

A ExaGrid oferece armazenamento de backup em níveis com uma zona de patamar de cache de disco front-end, o nível de desempenho, que grava dados diretamente no disco para backups mais rápidos e recupera diretamente do disco para restaurações e inicializações de VM com mais rapidez. Os dados de retenção a longo prazo são colocados em níveis em um repositório de dados desduplicados, o nível de retenção, a fim de reduzir a quantidade de armazenamento de retenção e o custo resultante. Esta abordagem em dois níveis fornece o desempenho de backup e restauração com mais rapidez e eficiência de armazenamento com custo mais baixo.

Além disto, a ExaGrid proporciona uma arquitetura de expansão em que os dispositivos são simplesmente adicionadosàmedida que os dados aumentam. Cada dispositivo inclui processador, memória e portas de rede, portanto,àmedida que os dados aumentam, todos os recursos necessários estão disponíveis para manter uma janela de backup de tamanho fixo. Esta abordagem de armazenamento escalável elimina atualizações dispendiosas e permite combinar dispositivos de diferentes tamanhos e modelos no mesmo sistema escalável, o que elimina a obsolescência do produto e protege os investimentos de TI antecipadamente e ao longo do tempo. A ExaGrid oferece a melhor recuperação de ransomware do setor com seu nível não direcionadoàrede (espaço livre em níveis), exclusões com atraso e objetos de dados imutáveis.

Sobre a ExaGrid

A ExaGrid oferece armazenamento de backup em camadas, uma zona de destino de cache em disco exclusiva, um repositório de retenção de longo prazo e uma arquitetura de scale-out. A zona de destino da ExaGrid proporciona os backups, restaurações e recuperações mais rápidos de VM. O repositório de retenção oferece o menor custo para retenção a longo prazo. A arquitetura de scale-out da ExaGrid inclui dispositivos completos e garante uma janela de backup de comprimento fixo,àmedida que os dados aumentam, o que elimina as atualizações caras do “tipo empilhamento” e a obsolescência do produto. A ExaGrid oferece a única abordagem de armazenamento de backup de duas camadas com uma camada não voltada para a rede, exclusões atrasadas e objetos imutáveis para a recuperação de ataques de ransomware.

A ExaGrid possui engenheiros de sistemas de vendas físicas e pré-vendas nos seguintes países: Argentina, Austrália, Benelux, Brasil, Canadá, Chile, CEI, Colômbia, República Tcheca, França, Alemanha, Hong Kong, Península Ibérica, Índia, Israel, Japão, México, Nórdicos, Polônia, Arábia Saudita, Cingapura, África do Sul, Coréia do Sul, Turquia, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido, Estados Unidos e outras regiões.

Acesse exagrid.com ou entre em contato conosco no LinkedIn. Veja o que nossos clientes têm relatado sobre suas próprias experiências com a ExaGrid e por que agora gastam significativamente menos tempo de armazenamento em backup em nossas histórias de sucesso de clientes. Confira nossas mais de 100 análises Peer Insights do Gartner. A ExaGrid está orgulhosa de nossa pontuação +81 NPS!

A ExaGrid é uma marca registrada da ExaGrid Systems, Inc. Todas as outras marcas comerciais são propriedade de seus respectivos titulares.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contato:

Mídia:

Mary Domenichelli

ExaGrid

mdomenichelli@exagrid.com

Fonte: BUSINESS WIRE

Continuar Lendo

Em Alta

...