Conecte-se conosco

Notícias Corporativas

Mercado tem cinco principais macrotendências para 2023

Guilherme Bastos, fundador e CEO da Ray Consulting, fala sobre a aplicação amplificada de IA, clubes de assinatura, delivery, empresas verdes (ESG) e marcas educadoras

Publicado

em

A estimativa das instituições financeiras para o crescimento da economia brasileira neste ano avançou de 2,77% para 2,8%. Para o próximo ano, espera-se que o PIB (Produto Interno Bruto) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – aumente 0,7%. Para 2024 e 2025, o mercado financeiro projeta expansão do PIB em 1,7% e 2%, respectivamente.

Com a proximidade de um novo ano, cresce a expectativa para as tendências do mercado diante de um cenário de estabilidade. A seguir, Guilherme Bastos, fundador e CEO da Ray Consulting, empresa de inteligência de dados, comenta cinco macrotendências a respeito do mercado para 2023: 

1 – Aplicação amplificada da IA

Para Bastos, a aplicação amplificada da IA (Inteligência Artificial) é uma das tendências de negócios para 2023 aplicável a vários setores. Por conta disso, pode ser explorada pelos mais variados modelos de startups: “No varejo, por exemplo, soluções baseadas em IA podem prever padrões de compras e criar automaticamente ofertas de acordo com o perfil do consumidor, impulsionando as aquisições”.

Entre as fintechs, o empresário acredita que a IA pode influenciar e melhorar a experiência do cliente bancário, gerando a possibilidade de uma hiperpersonalização dos produtos e serviços que podem ser desenvolvidos.

2 – Clubes de assinatura

“As compras por assinatura tiveram um aumento de 65% no volume de vendas, enquanto as empresas tradicionais cresceram 28%”, reporta Bastos, citando dados de uma pesquisa da Vindi, plataforma de processamento de pagamentos recorrentes, citados pelo Sebrae-PR (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).

Para ele, a economia circular já vinha transformando o mercado antes mesmo da pandemia, com itens como livros, bebidas, alimentos e produtos de higiene pessoal – que são os segmentos de maior destaque, mas as possibilidades são muitas e continuam em alta.

“O maior apelo dos clubes de assinatura é a conveniência e as previsões de gastos que eles trazem. O modelo desperta a curiosidade dos consumidores, que recebem bolsas de vinho, discos, livros e produtos de beleza de acordo com o seu comportamento e gosto pessoal”, descreve. “O ‘truque’ é encontrar mercados inexplorados, ou pouco explorados, e investir em negócios de pagamentos recorrentes”.

3 – Delivery de tudo

Na visão de Bastos, as retailtechs (startups com foco no mercado de logística e varejo) ajudam o setor varejista a crescer com a oferta de soluções tecnológicas. “Além de ajudar com o desenvolvimento e oferta de ferramentas para implementação de Social Commerce, as startups podem contribuir com outra tendência de negócios para 2023: a implementação de delivery para quase tudo o que é oferecido aos clientes”, explica.

Ele observa que, à medida que as compras on-line foram ganhando popularidade durante a crise sanitária, a necessidade das empresas em pensar na logística de entrega também aumentava: “Esta corrida contra o tempo pode ter sido um tanto estressante para alguns no início, mas atualmente a maior parte do mercado já se adaptou”.

“Por isso”, prossegue, “se o seu negócio ainda não implementou a modalidade nas vendas, fique atento: considerar o delivery na experiência de compra do cliente é tão (ou mais) fundamental para os negócios quanto a presença digital”.

4 – Empresas verdes (ESG)

“A ESG (Environmental, Social e Governance, na sigla em inglês – Ambiental, Social e Governança, em português) em startups chama a atenção dos investidores. Tanto que, segundo dados noticiados pelo site Exame Invest, as empresas do modelo já receberam, juntas, mais de US$ 991 milhões (R$ 5,319 bilhões) em aportes ao longo dos últimos dez anos”, afirma Bastos.

O empresário aponta que 46% dos consumidores brasileiros esperam um impacto social positivo das marcas com as quais têm relacionamento, em referência a indicativos de uma pesquisa da Opinion Box, citados em uma matéria do site Meio & Mensagem, 

“No que se refere ao reflexo que isso pode ter para os negócios em crescimento e aumento de faturamento, o relatório ‘Tendências da experiência do cliente 2021’ destacou que 63% dos clientes desejam comprar produtos ou serviços de empresas com responsabilidade social”, acrescenta.

5 – Marcas e empresas educadoras

O CEO da Ray Consulting destaca que encontrar colaboradores qualificados nem sempre é fácil para os negócios. Por isso, ao invés de esperar passivamente por candidatos que atendam a todas as competências, muitas empresas estão preferindo agir de forma proativa e se tornarem elas condutoras de conhecimento.

“Enquanto alguns negócios implementam a ideia de modo interno, oferecendo treinamentos, cursos ou bolsas de estudo para colaboradores já contratados, outras vão além e criam programas ou parcerias educacionais para o público externo, participando ativamente do processo de formação da população”, detalha Bastos.

Para mais informações, basta acessar: https://rayconsulting.com.br/

Notícias Corporativas

É a sua vez de entrar no ringue com o anúncio do Street Fighter: Duel

O desafio está lançado com o primeiro RPG da franquia Street Fighter para dispositivos móveis, que chega em fevereiro. Campanha de pré-registro começa hoje com recompensas para futuros jogadoresRecursos para pré-registrar AQUI

Publicado

em

por

A editora de jogos para dispositivos móveis A PLUS Japan anunciou o lançamento de Street Fighter: Duel, o primeiro RPG da franquia, para dispositivos móveis iOS e Android. O pré-registro já está aberto para a maior parte da Europa, Oriente Médio e muitas outras regiões que não falam inglês. Cada guerreiro inscrito aumenta o total de moedas gratuitas do jogo oferecidas quando este for lançado em fevereiro. Todos os detalhes estão disponíveis no site oficial. Para subir de nível e disparar bolas de fogo com Ryu e Chun-Li, basta fazer o pré-registro no Google Play e na Apple Store.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20230122005020/pt/

Photo: A PLUS JAPAN INC.

Photo: A PLUS JAPAN INC.

Tudo pronto para duelar no mundo de Street Fighter? Prepara-se para viajar pelo mundo para recrutar e aumentar o nível de personagens icônicos de toda a série. Com uma equipe de campeões, os jogadores enfrentarão lutas 2D lindamente animadas em estágios totalmente novos e emblemáticos do passado de Street Fighter para derrotar Seth e o exército de clones mecânicos da Shadaloo em um extenso modo de história.

Street Fighter: Duel é uma nova versão da famosa franquia com recursos e mecânica de jogo para fãs novatos e veteranos:

  • Colete mais de 40 personagens épicos, incluindo Ryu, Ken, Chun-Li, Cammy e muito mais.
  • Monte uma equipe de três lutadores de toda a franquia Street Fighter e suba de nível para liberar combos devastadores e habilidades exclusivas.
  • Crie sua própria experiência! Desenvolva estratégias com combate de RPG em tempo real ou ative a batalha automática para abrir caminho com chutes rápidos em encontros com a Shadaloo.
  • Não é Street Fighter sem ação cara a cara. Jogue on-line e coloque sua equipe de campeões para duelar com outros jogadores.
  • Desbloqueie skins de personagens exclusivas para o Street Fighter: Duel, dando uma nova cara aos personagens da saga com novas skins e sempre mais.

Dados do jogo:

Título: Street Fighter: Duel

Gênero: RPG de luta

Plataformas: dispositivos móveis (iOS, Android)

Lançamento: fevereiro de 2023

Preço: grátis (compras no aplicativo)

Sobre a A PLUS JAPAN INC.

A A PLUS JAPAN INC. se concentra no desenvolvimento e publicação de jogos para dispositivos móveis baseados no anime japonês. Eles têm uma sólida parceria de longo prazo com várias criações de anime e canais de transmissão/distribuição. Sob a missão de “compartilhar alegria com o mundo”, eles continuam levando jogos emocionantes derivados do anime para jogadores do mundo inteiro.

Contato:

chenst@aplusjapan.co.jp

Fonte: BUSINESS WIRE

Continuar Lendo

Notícias Corporativas

Começa primeiro treinamento Furukawa para pessoas com deficiência intelectual

Instituto La Bruma, Primeira turma do curso Fibras Ópticas começa em fevereiro no localizado no interior paulista

Publicado

em

por

O Instituto La Bruma, Centro de Treinamento credenciado Furukawa voltado exclusivamente para pessoas com algum tipo de deficiência intelectual, irá iniciar em fevereiro a primeira turma do curso Fibras Ópticas, que já tem cinco alunos inscritos – quatro com autismo e um com TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade). Localizado no município de Américo de Campos, no interior paulista, o Instituto La Bruma foi certificado pela Furukawa em 2022, após o sucesso de uma ação de responsabilidade social conduzida pela empresa em parceria com essa instituição especializada em atender pessoas com necessidades especiais, por meio de métodos terapêuticos baseados na utilização de cavalos e de kits de Lego.

A partir deste ano, o instituto passa a oferecer, gratuitamente, os cursos profissionalizantes da Furukawa na área de redes, que serão ministrados por voluntários capacitados pela empresa. “Promover a inclusão social é uma forma de contribuir para um mundo melhor”, afirma Fernanda Oliveira, da área de Treinamento da Furukawa. “Com essa iniciativa, nosso objetivo é proporcionar às pessoas atendidas pelo Instituto La Bruma a oportunidade de estudar e seguir uma carreira profissional na área de tecnologia”, enfatiza.

É o caso dos jovens Carlos Henrique Rocha e Gabriel Vieira, que estão com o instituto há cerca de 5 anos e conquistaram certificações profissionais Furukawa em vários cursos na área de redes FTTx. Carlos Henrique tem paralisia cerebral e concluiu no final de 2021 sua formação como técnico em mecatrônica; Gabriel tem síndrome de Asperger e formação como técnico em informática – ambos pelo Instituto Federal de Votuporanga.

“Os cursos e certificações obtidas trouxeram uma nova perspectiva de vida para o Carlos Henrique e o Gabriel, que ganharam autoconfiança e estímulo para continuar estudando e desenvolver uma carreira profissional”, conta Rodolfo Vera, fundador e presidente do Instituto La Bruma. No ano passado, os dois jovens iniciaram curso superior na área de tecnologia: Carlos Henrique para tecnólogo em Redes de Computadores, na Universidade do Norte do Paraná (Unopar), e Gabriel para bacharel em Sistemas de Informação, no Instituto Federal de Votuporanga.

Segundo o presidente do instituto – que já trabalhou na Furukawa -, existem vários provedores de internet na região de Américo de Campos que enfrentam o problema da falta de mão de obra qualificada na área de redes de comunicação. “A Furukawa é referência nessa área e os cursos oferecidos aos jovens atendidos no Instituto La Bruma irão contribuir para atender à demanda desse mercado na região”, ressalta Rodolfo Vera. 

Continuar Lendo

Notícias Corporativas

Cidades Gentis e as práticas adotadas para atrair pessoas nos espaços públicos

Atrair e incentivar a permanência das pessoas nos espaços públicos é propósito do conceito de Cidades Gentis que busca desenvolver uma interface acolhedora para o ambiente urbano visando estimular maior convivência e melhorar a qualidade de vida dos cidadãos.

Publicado

em

por

Uma Cidade Gentil prioriza as pessoas em seu desenho urbano, implementando soluções para melhorar sua experiência local e cotidiana. Dessa forma, torna-se viável construir espaços públicos vibrantes com centralidade compacta, diversidade de uso e infraestrutura urbana amigável que valoriza a mobilidade ativa.

É fundamental que os projetos arquitetônicos – públicos ou privados – sejam pensados a partir de uma lógica mais inclusiva e socialmente responsável. Estudos apontam que há certas características de edifícios que tendem a favorecer a experiência das pessoas que circulam pela cidade: ausência de recuos frontais ou laterais, portas e janelas abrindo para o espaço público, fachadas ativas ou permeabilidade visual no nível do térreo são alguns exemplos de práticas para incentivar o uso dos espaços públicos.

O conceito de gentilezas urbanas propõe intervenções de mobiliário urbano amigável para melhoria do espaço público por meio de elementos arquitetônicos que possibilitam a permanência e a circulação de pessoas com objetivo de manter a cidade viva. Para isso, é necessário que especialistas ao lado de profissionais do setor estejam sensibilizados e atentos com relação às escolhas que beneficiem o espaço público ao projetar um ambiente urbano.

Na arquitetura, esse gesto vem sendo muito utilizado para estabelecer a harmonia das pessoas com todo o ambiente a sua volta e possibilitar uma nova forma de convivência. O movimento de “Gentileza Urbana” reúne um conjunto de ações que promovem o urbanismo, sustentabilidade, paisagismo e cidadania com o intuito de melhorar o ambiente urbano. Esse conceito, que resgata os pilares do bom urbanismo, se fortalece cada vez mais no Brasil por meio da iniciativa privada.

Iniciativas implementadas na Cidade Criativa Pedra Branca são exemplos que contribuem para incentivar o uso dos espaços públicos. Vale destacar algumas delas:

Arquitetura humanizada — esse modelo de projeto arquitetônico promove a criação de ambientes atrativos tanto para moradores do local quanto para visitantes. Uma arquitetura humanizada preocupa-se em implementar em seu planejamento elementos que beneficiem as pessoas prioritariamente, como calçadas, mobiliário, arborização, áreas de permanência, e interação com as fachadas dos prédios para desenvolver áreas urbanas movimentadas e dinâmicas.

Design de Experiência — a prática de projetar produtos, processos, serviços, eventos, jornadas e ambientes com foco na qualidade da experiência do usuário e em soluções culturalmente relevantes, consiste no entendimento da necessidade dos frequentadores durante o processo de desenvolvimento de um endereço para transformá-lo em um local em que as pessoas queiram estar e que seja ao mesmo tempo seguro, vibrante e diverso.

Fachada Ativa — o conceito de fachada ativa padroniza os empreendimentos para que a área térrea do edifício esteja nivelada no mesmo nível do solo, alinhada com o espaço público, para facilitar o acesso aos principais comércios e serviços disponíveis ao longo da via.

Diversidade de usos — essa prática proporciona o aproveitamento funcional e inteligente do endereço, ampliando a oferta de serviços acessíveis de forma prática. Iniciativa que promove uma relação gentil dos edifícios com a cidade e com o meio ambiente, garantindo assim o bem-estar cotidiano e a segurança coletiva na vizinhança.

Espaços coletivos de convivência — Cidades Gentis estimulam a vida em comunidade ao proporcionar opções de lazer e entretenimento acessíveis e inclusivos, como praças, quadras poliesportivas, academias ao ar livre, entre outras iniciativas que tornam os espaços públicos mais atrativos e incentivam a ocupação do ambiente urbano. Iniciativa que promove a convivência entre as pessoas e um estilo de vida mais saudável.

Continuar Lendo

Em Alta

...