Conecte-se conosco

Notícias Corporativas

Universidade de Tóquio e Sekisui House lançam pesquisa conjunta sobre biodiversidade e saúde

Primeira pesquisa do mundo sobre a relação entre hortaliças ricas em biodiversidade e saúde / bem-estar

Publicado

em

A Escola de Pós-Graduação em Ciências Agrícolas e da Vida (Graduate School of Agricultural and Life Sciences – GSALS) da Universidade de Tóquio e a Sekisui House, Ltd. irão lançar um projeto de pesquisa conjunto sobre biodiversidade e saúde humana em 1º de dezembro de 2022. O projeto irá investigar os benefícios que a biodiversidade e a natureza urbana ambientais têm sobre a saúde e o bem-estar humano. Esta será a primeira iniciativa do mundo a investigar de modo abrangente os efeitos da interação com a natureza próxima de um jardim rico em biodiversidade na saúde dos moradores e suas atitudes e comportamento quantoànatureza.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20221129006152/pt/

Application of Sekisui House’s Gohon no Ki concept to detached homes (Photo: Business Wire)

Application of Sekisui House’s Gohon no Ki concept to detached homes (Photo: Business Wire)

O Laboratório de Ecologia da Conservação1, Departamento de Estudos do Ecossistema, GSALS da Universidade de Tóquio realiza pesquisas sobre a conservação da biodiversidade urbana e a gestão dos serviços do ecossistema (os benefícios para a sociedade humana fornecidos pelos ecossistemas). O Laboratório estuda a relação entre a natureza e a saúde humana desde 2016, e suas pesquisas indicam que as interações com a natureza podem levaràmelhoria da saúde e bem-estar humano. Entretanto, a questão de como estes benefícios para a saúde podem variar dependendo da qualidade e não da quantidade da natureza ainda não foi explorada.

Em 2020, o Laboratório de Ecologia da Conservação da GSALS da Universidade de Tóquio investigou como dois meios de interação com a natureza, a frequência do uso de espaços verdes e a visualização da hortaliças das janelas das residências, afetam a saúde mental dos residentes urbanos (autoestima, satisfação com a vida, felicidade, sintomas de depressão / ansiedade e solidão). Os resultados desta pesquisa mostraram que não apenas as pessoas que usam espaços verdes com frequência, mas também aquelas que moram em residências com vista para espaços verdes relataram melhor a saúde mental.² Isto sugere que as pessoas podem se beneficiar dos efeitos psicológicos da natureza dentro de suas próprias residências, mesmo se não estiverem fisicamente presentes em espaços verdes.

No gráfico anexo, a magnitude dos efeitos positivos (à direita da linha tracejada) e negativos (à esquerda da linha tracejada) indica que cada fator tem uma relação positiva ou negativa com cada medida de saúde mental. Por exemplo, “visão ecológica” está associada a baixos níveis de sintomas de depressão e ansiedade, enquanto “impacto da COVID-19 na renda” está associado a altos níveis de tais sintomas. A análise dos resultados mostrou que vivenciar a natureza pode afetar a saúde mental do mesmo modo que fatores como renda tradicionalmente considerados importantesàsaúde mental.

Desde 2001, a Sekisui House busca a conservação da biodiversidade através da criação de redes ecológicas em bairros residenciais urbanos quanto ao Projeto Gohon no Ki, uma proposta de criação de jardins e comunidades com espécies arbóreas nativas da região em questão. Uma pesquisa conjunta realizada com o Laboratório Kubota da Universidade de Ryukyu e a Think Nature Inc. desde 2019 revelou que este foco no plantio de árvores nativas de jardins em linha com o Projeto Gohon no Ki aumentou a biodiversidade em áreas urbanas (as três principais áreas metropolitanas do Japão), onde a biodiversidade reduziu significativamente.

O novo projeto de pesquisa conjunto irá combinar métodos analíticos desenvolvidos pelo Laboratório de Ecologia de Conservação da GSALS da Universidade de Tóquio com o Projeto Gohon no Ki da Sekisui House para conservar a biodiversidade, naquela que é a primeira tentativa mundial de investigar cientificamente os efeitos de hortaliças de jardins com biodiversidade sobre a saúde de seres humanos e bem-estar. Esta pesquisa também visa demonstrar a importância, do ponto de vista da biodiversidade, de criar jardins ricos em biodiversidade ao invés de simplesmente “hortaliça”.

O Laboratório de Ecologia da Conservação da GSALS da Universidade de Tóquio vem realizando pesquisas para testar cinco hipóteses sobre a relação entre a saúde humana e as interações com a natureza sob temas de saúde mental, saúde física, funções cognitivas e saúde da comunidade. Por ora, o novo projeto de pesquisa conjunto irá se concentrar em duas hipóteses referentesàsaúde mental e uma hipótese referente às funções cognitivas. Contudo, este é um projeto de pesquisa conjunto a longo prazo que, posteriormente, também irá analisar a saúde da comunidade e outros temas referentesàsaúde.

Hipóteses

Tema

Hipótese

Saúde mental

1

As pessoas que interagem com a natureza no jardim têm menos emoções negativas (depressão, sintomas de ansiedade, estresse, etc.) e mais emoções positivas (qualidade de vida, felicidade, etc.).

2

Pessoas que podem ver a natureza pelas suas janelas têm melhor saúde mental.

Funções cognitivas

3

A interação com a natureza no jardim melhora as funções cognitivas.

Saúde da comunidade

4

A interação com a natureza no jardim contribui para a saúde da comunidade.

Saúde física

5

Praticar exercícios em ambientes naturais oferece mais benefíciosàsaúde do que exercícios em ambientes fechados.

O professor associado da GSALS da Universidade de Tóquio, Masashi Soga, comentou o seguinte sobre este projeto de pesquisa conjunto.

“As pessoas sempre recorreramànatureza em busca de relaxamento e tranquilidade, e os recentes avanços em pesquisa e tecnologia possibilitaram quantificar estes benefícios intangíveisàsaúde. Entretanto, muito pouco se sabe sobre o papel desempenhado pela biodiversidade no fornecimento destes benefíciosàsaúde. Se pudéssemos aclarar este tema, poderíamos desenvolver o tipo de gestão da paisagem e dos espaços verdes que respalda a coexistência com a natureza, pois é desejável tanto do ponto de vista da conservação da biodiversidade como da melhoria da saúde humana.

Este projeto de pesquisa conjunto é uma investigação em larga escala de como a interação com a natureza em nossos jardins, talvez a natureza mais familiar para a maioria de nós, afeta nossa saúde e bem-estar. A biodiversidade dos jardins é uma área difícil de estudar até agora, mas os dados de plantio nacionais da Sekisui House irão nos permitir conduzir a primeira investigação abrangente do mundo sobre a relação entre a biodiversidade de jardins e a saúde humana e o modo como as pessoas apreciam e interagem com a natureza. Até agora, as discussões sobre os benefícios da natureza para a saúde tendiam a ter foco em extensões relativamente grandes de hortaliças, como espaços verdes e florestas, mas com este novo estudo, esperamos esclarecer a importância de realmente ‘viver com a natureza’. Esperamos que nossos resultados de pesquisa sejam úteis para promover a conservação da biodiversidade urbana.”

A GSALS da Universidade de Tóquio e a Sekisui House visam contribuir para a conservação da biodiversidade urbana e a criação de uma sociedade positiva para a natureza, ao compartilhar as descobertas da investigação sobre o modo como as interações com a natureza próxima em ambientes urbanos afetam a saúde mental das pessoas e a maneira como apreciam e interagem com a natureza.

Notas

  1. Escola de Pós-Graduação em Ciências Agrícolas e da Vida, Universidade de Tóquio, Laboratório Soga: https://www.masashi-soga.com/
  2. Um ambiente com vista para o verde: a importância da natureza nas proximidades para a saúde mental durante a pandemia de COVID-19: https://esajournals.onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/eap.2248
  3. Iniciativa de conservação da biodiversidade da Sekisui House: https://www.sekisuihouse.co.jp/gohon_sp/
  4. Metodologia positiva da natureza da Sekisui House: https://www.sekisuihouse.co.jp/gohon_sp/method/

Escola de Pós-Graduação em Ciências Agrícolas e da Vida, Universidade de Tóquio

A Escola de Pós-Graduação em Ciências Agrícolas e da Vida da Universidade de Tóquio oferece uma educação sistemática passo a passo em ciências aplicadas no campo da agricultura. Através de suas atividades educacionais e de pesquisa, visa nutrir as pessoas com o tipo de percepção, habilidades práticas e qualidades de liderança necessárias para satisfazer as necessidades da sociedade internacional mediante atividades sociais, culturais e industriais.

Projeto Gohon no Ki da Sekisui House

O Projeto Gohon no Ki foi lançado pela Sekisui House em 2001 como uma iniciativa para conservar a biodiversidade através do paisagismo ecológico e da ecologização dos jardins de seus clientes com a cooperação deles. Com base no conceito de plantar cinco árvores nativas locais, três para aves e duas para borboletas, e usar a paisagem tradicional japonesa de satoyama como modelo, o Projeto Gohon no Ki propõe a ecologização de jardins e comunidades locais com espécies de árvores nativas apropriadas ao clima local e benevolente para aves, borboletas e outra fauna local. No ano fiscal de 2021, a Sekisui House plantou 1,01 milhão de árvores, fazendo crescer o número de árvores plantadas desde o lançamento do Projeto Gohon no Ki em 2001 para 18,1 milhões de árvores (em janeiro de 2022). Desde 2019, a empresa trabalha com o Laboratório Kubota da Universidade de Ryukyu e a Think Nature Co., Ltd. a fim de avaliar quantitativamente a contribuição da ecologização do tipo de rede para a biodiversidade urbana. Em 2021, desenvolveu o primeiro mecanismo do mundo para avaliar quantitativamente a biodiversidade urbana usando big data sobre números de árvores, espécies, dados de localização e ecossistemas para determinar a eficácia da conservação da biodiversidade, ao publicá-lo como a “metodologia positiva para a natureza”.

Escola de Pós-Graduação em Ciências Agrícolas e da Vida, Dados do Laboratório Soga da Universidade de Tóquio

  1. Soga et al. (2017) A jardinagem é benéfica para a saúde: uma meta-análise. Relatórios de Medicina Preventiva, 5, 92-99.

    URL: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2211335516301401

    Visão geral: Uma meta-análise (análise estatística que combina os resultados de diversos estudos científicos e analisa se um determinado fator está relacionado a uma questão específica) que confirmou que a interação com plantas através da jardinagem tem efeitos positivos na saúde humana
  2. Soga, Gaston (2016) Extinção da experiência: a perda das interações homem-natureza. Fronteiras em Ecologia e Meio Ambiente, 14, 94-101.

    URL: https://esajournals.onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1002/fee.1225

    Visão geral: Um estudo mostrando que a interação humana com a natureza está diminuindo em muitos países desenvolvidos e que esta “extinção da experiência” pode ter sérias implicações negativas para a saúde humana e a proteção dos ecossistemas
  3. Soga et al. (2020) Como podemos mitigar o aumento da biofobia entre crianças durante a extinção da experiência?Conservação Biológica, 242, 108420.

    URL: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0006320719309577

    Visão geral: Um estudo mostrando que as pessoas que interagem com a natureza apenas com pouca frequência são mais propensas a mostrar reações negativas (medo, aversão) quanto a insetos comuns e outros invertebrados

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contato:

Sekisui House, Ltd. – Assessoria de Relações Públicas

sekisuihouse-pr@actioinc.jp

+81-3-5771-6426

Fonte: BUSINESS WIRE

Notícias Corporativas

Pesquisa traz esperança para pacientes com Câncer Colorretal com metástases

Uma associação de medicamentos pode prolongar a sobrevida desses pacientes em quase 11 meses

Publicado

em

por

O resultado de um novo estudo sobre câncer colorretal metastático foi apresentado no dia 21 de janeiro, no congresso da ASCO GI, em São Francisco, nos Estados Unidos. A pesquisa envolveu 492 pacientes e confirmou que a associação de dois medicamentos – o quimioterápico oral Trifluridina + cloridrato de tipiracila (FTD/TPI) – com o anticorpo monoclonal bevacizumabe (Bev), que inibe a formação de vasos sanguíneos que alimentam o tumor, produziram resultados encorajadores em pacientes que progrediram após 2 linhas de tratamentos anteriores. 

O estudo global de fase 3 SUNLIGHT recrutou pacientes maiores de 18 anos com câncer colorretal, tratados com 1 a 2 regimes de quimioterapia anteriores. Os pacientes foram randomizados (1:1) para receber FTD/TPI (35 mg/m2 duas vezes ao dia nos dias 1–5 e 8–12 de cada ciclo de 28 dias) sozinho ou em combinação com bevacizumabe (5 mg/kg nos dias 1 e 15). Os pesquisadores queriam saber qual seria a eficácia da combinação do bevacizumabe ao FTP/TPI nesse perfil de pacientes.

O estudo demonstrou uma redução de risco de morte de 39% nos pacientes tratados com a combinação de medicamentos, comparado ao uso do tratamento tradicional, com uma sobrevida global de quase 11 meses.

Outra descoberta importante foi o fato de que a associação dos dois medicamentos tem um bom perfil de segurança e, nos pacientes estudados, não mostrou um importante aumento de eventos adversos graves. “O objetivo principal do estudo era a sobrevida global, isto é, prolongar a vida do paciente com qualidade e o resultado foi positivo. O estudo mostrou ainda que essa combinação é mais efetiva e isso configura uma nova opção de tratamento”, comemora Rachel Riechelmann, Presidente do Grupo Brasileiro de Tumores Gastrointestinais e Diretora de Oncologia do AC Camargo Cancer Center.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), para o Brasil, estimam-se, para o ano de 2023, aproximadamente 45,6 mil novos casos de câncer colorretal.

 

Continuar Lendo

Notícias Corporativas

Smiths Detection implementa solução central de processamento de imagens em várias unidades da DHL Express Austrália

Publicado

em

por

A Smiths Detection, líder global em tecnologias de detecção de ameaças e triagem de segurança, anunciou hoje que implementou uma solução central de gestão e processamento de imagens que está em total funcionamento em várias unidades da DHL Express Austrália.

A solução conecta os existentes scanners de alta velocidade HI-SCAN 10080 EDX-2is da Smiths Detection para detecção automática de explosivos nas unidades em Sydney, Melbourne e Brisbane com uma única rede inteligente que permite que todas as imagens de raio-X sejam analisadas em uma única localidade central e fornece insights e análise de dados consolidados. A solução inteligente de triagem centralizada permitirá que a DHL Express Austrália otimize a escala de funcionários, bem como aumente significantemente a utilização de seus operadores de segurança ao passo em que reduz o gasto operacional geral.

A tecnologia será usada para a triagem segura e eficiente da frota aérea internacional, alinhada com as regulamentações australianas e da TSA (Administração de Segurança nos Transportes).

Ajay Sankaran, diretor-presidente da Smiths Detection na Austrália e diretor de vendas no Sudeste Asiático, afirmou: “Estamos contentes com a instalação da plataforma de triagem e gestão para a DHL Austrália. A triagem remota e o uso de um sistema central de gerenciamento proporcionam ao usuário dados operacionais de todo o processo de inspeção, gerando informações inestimáveis, ao passo em que facilitam fazer a triagem de ameaças e monitorar o desempenho geral. A plataforma pode também se expandir com facilidade de forma a incluir outros equipamentos de inspeção de segurança.”

“A iniciativa tem contribuído significantemente para a melhoria da inspeção das cargas aéreas da DHL em todas as principais áreas de medição: utilização do operador de triagem, que resultou em uma redução acima de 40% das horas dos operadores de raio-X; tempo de decisão e conformidade impulsionados pela colocação em uma sala de triagem específica para essa finalidade; e redução do risco de ameaças internas devidoàseparação do operador de triagem da frota física. Essas melhorias foram facilitadas pela visibilidade bastante aprimorada associadaàcentralização do gerenciamento.”

FIM

Sobre os produtos:

O HI-SCAN 10080 EDX-2is é um sistema de detecção automática de explosivos que usa um sistema de raio-X de visualização dupla, permitindo aos operadores “olhar atrás” dos objetos e também inspecionar bagagens automaticamente quantoàpresença de explosivos.

O MatriX Server é um sistema de distribuição de imagens e gestão de sistemas que conecta as unidades de raio-X e as estações de trabalho dos operadores. O MatriX Server ajuda a gerenciar a distribuição de imagens e os resultados dentro de uma rede de raios-X multinível.

Sobre a Smiths Detection:

A Smiths Detection é líder mundial em tecnologias de detecção e triagem de ameaças para aviação, portos e fronteiras, segurança urbana e defesa. Com mais de 70 anos de experiência testada em campo, a Smiths Detection fornece as soluções necessárias para proteger a sociedade de ameaças e da passagem ilegal de explosivos, armas proibidas, contrabando, produtos químicos tóxicos, agentes biológicos e narcóticos, ajudando a tornar o mundo um lugar mais seguro.

Para mais informações, acesse http://www.smithsdetection.com.

Contato:

Contatos para a mídia:

FTI Consulting:

Tom Hufton/Harriet Jackson/Ffion Dash

sc.smithsdetection@fticonsulting.com, +44 (0)20 3727 1000

Smiths Detection:

Fang Jing Zhi, Gerente de Marketing Regional (Norte e Sudeste Asiático)

jingzhi.fang@smithsdetection.com, +65 9151 2942

Sophie Mills, Chefe de Comunicações Corporativas

sophie.mills@smithsdetection.com, + 44 (0)73 8423 6474

Fonte: BUSINESS WIRE

Continuar Lendo

Notícias Corporativas

Admitad agora é “Mitgo” – empresa de TI projeta investimento de US$ 100 milhões até 2025

Publicado

em

por

Desde a sua fundação em 2009, a Admitad se tornou uma rede global de parceiros e líder no setor de marketing de afiliados. Em 2022, seus serviços e plataformas geraram mais de 130 milhões de pedidos para 35.000 marcas e comerciantes online e monetizaram mais de 100.000 afiliados.

Os últimos cinco anos foram um período de forte crescimento e aquisições aceleradas, com a empresa gastando mais de US$ 30 milhões na aquisição, investimento e lançamento de vários novos projetos.

Com muitos dos novos empreendimentos extrapolando o ambiente natural de marketing da Admitad, uma reestruturação da empresa era necessária.

O lançamento da Mitgo, nova holding do grupo, visa simplificar a atual estrutura da empresa, permitindo que suas unidades de negócio tenham liberdade para se desenvolverem de forma independente, crescerem em diferentes direções e criarem novas frentes em mercados emergentes.

Alexander Bachmann, CEO, fundador e proprietário da Admitad, assumirá o cargo de CEO da Mitgo.

“A economia mundial está mudando rapidamente. Ao desenvolver produtos próprios e investir em projetos promissores, a Mitgo contribui para o desenvolvimento de indústrias como e-commerce, AdTech e MarTech. O foco em inovação é a espinha dorsal da operação de negócios da Mitgo. Essa nova estrutura nos dará ainda mais liberdade para lançar empreendimentos, adquirir, investir – e atrair investimentos”, afirma Bachmann.

Como uma multinacional com ativos nos campos de inovação em MarTech, FinTech e TI, a Mitgo planeja desempenhar um papel importante no desenvolvimento dessas indústrias.

Essa mudança permitirá que a Mitgo explore novos segmentos. Como o de EdTech – onde o serviço Univibes, outra empresa do grupo, ajuda os alunos a escolher, candidatar-se e conseguir bolsas de estudo em universidades internacionais, ou ainda Smart Shopping, com a solução CheckRewards.

A Mitgo também atuará como uma incubadora de startups para fundadores e co-fundadores e como uma rede de investidores e empreendedores, apoiando e desenvolvendo novos negócios relevantes. Uma de suas principais prioridades é atrair fundadores de projetos fortes, coinvestidores ativos e novos membros de equipe em regiões de foco. Empreendedores brasileiros e projetos locais poderão aproveitar esse centro de investimentos e explorar também o pool de capital global.

A Admitad continua um dos principais negócios da Mitgo. A plataforma global de marketing de performance e provedora de soluções de TI já tem programado lançar uma série de novos produtos inovadores no decorrer de 2023.

As empresas da família Mitgo (participação de 100%) concentram-se em publicidade nativa (TakeAds), soluções de publicidade de cupons e vouchers (FairSavings), soluções de marketing de influenciadores (ConvertSocial), mercado EdTech (Univibes) e soluções de rastreamento de afiliados (Tapfiliate). As empresas dentro da extensão da família (participação parcial) incluem Letyshops, Sarafan, Booknet e Manganum. Várias desses negócios foram criados e desenvolvidos no próprio estúdio de inovação e aceleradora da Mitgo.

Com escritórios em mais de 10 países e uma equipe de mais de 800 profissionais especializados em diferentes regiões, da América LatinaàÁsia-Pacífico, a Mitgo oferece uma infraestrutura completa de relações comerciais locais de longa data nas principais economias do mundo.

No Brasil, em 2019, a empresa abriu escritório em São Paulo, trazendo as soluções da Admitad ao país. Atualmente o negócio cresceu mais de 300% em receita, é parceiro de 6 empresas do Top 10 e-commerces, ranking Conversion, além de trabalhar com mais de 300 programas na região.

A missão da Mitgo é criar, lançar e escalar novos negócios por meio de investimentos e aquisições. Para esse fim, a empresa planeja fazer mais investimentos, entre US$ 75 e US$ 100 milhões até 2025.

Contato:

Leticia Cantusio

l.cantusio@admitad.com

tel:+5519984088822

Fonte: BUSINESS WIRE

Continuar Lendo

Em Alta

...