Conecte-se conosco

Notícias Corporativas

Dexcom e Nick Jonas tornam o Super Bowl mágico para lançar o novo sistema de monitoramento contínuo de glicose Dexcom G7

Comercial do Super Bowl anuncia o lançamento nos Estados Unidos da próxima geração do Sistema CGM Dexcom G7, o CGM mais preciso1 e fácil de usar disponível que ajuda as pessoas com diabetes a obter maior controle da saúdeNovo anúncio, exibido durante o segundo trimestre, aumenta a conscientização crítica em um dos maiores palcos do mundo para a tecnologia de gerenciamento de diabetes que transforma a vida das pessoas e elimina a necessidade de punções digitais*A campanha destacará os “momentos mágicos” que as pessoas com diabetes podem alcançar ao usar o Dexcom G7 para diminuir a A1C, reduzir a hiper e hipoglicemia e aumentar o tempo no alvo2-6Pessoas com diabetes nos EUA podem visitar Dexcom.com/Magic hoje para começar a usar o Dexcom G7

Publicado

em

A DexCom, Inc. (NASDAQ:DXCM), líder global em monitoramento contínuo de glicose em tempo real para pessoas com diabetes, revelou hoje o segundo comercial do Super Bowl da empresa, que anuncia o lançamento nos EUA da próxima geração do Sistema CGM Dexcom G7. O anúncio, que será veiculado durante o segundo trimestre do Super Bowl LVII em 12 de fevereiro de 2023, é estrelado pelo artista multiplatinado, compositor, ator e filantropo Nick Jonas.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20230207005140/pt/

Nick Jonas no cenário durante a produção do comercial do Super Bowl de 2023 da Dexcom, lançando seu novo sistema CGM Dexcom G7. (Foto: Business Wire)

Nick Jonas no cenário durante a produção do comercial do Super Bowl de 2023 da Dexcom, lançando seu novo sistema CGM Dexcom G7. (Foto: Business Wire)

“O CGM Dexcom mudou minha vida e revolucionou a maneira como cuido da minha saúde”, disse Jonas. “Pessoas com diabetes, seja tipo 1 ou tipo 2, devem ter a melhor tecnologia disponível para controlar sua doença e, com o Dexcom G7, elas terão. Estou animado com a oportunidade de compartilhar este novo dispositivo com o mundo e aumentar a conscientização sobre a magia do CGM. Aumentar a conscientização sobre essa tecnologia para os milhões de americanos que precisam dela é um passo fundamental para garantir que as pessoas com diabetes tenham a melhor tecnologia disponível para viver além de seu diagnóstico”.

Dexcom G7 é o CGM mais preciso1 e fácil de usar disponível — não é mágica, é apenas a sensação de que seja.

No anúncio do Super Bowl, Jonas, que foi diagnosticado com diabetes tipo 1 aos 13 anos, usa a destreza de um mágico e alguma magia do CGI para revelar o novo sistema CGM ao mundo.

Com o Dexcom G7, a marca de CGM recomendada nº 17,8 agora oferece a forma mais precisa1 e simples de ajudar as pessoas a obter maior controle do diabetes, para que possam controlar a doença com mais confiança. Seu wearable multifuncional de baixo perfil tem um período de aquecimento mais rápido do que qualquer outro CGM no mercado, enviando leituras de glicose em tempo real automaticamente para um dispositivo inteligente compatívelou receptor, sem necessidade de punções digitais dolorosas* ou escaneamento estressante. Com um MARD geral de 8,2%, o Dexcom G7 é o CGM mais preciso do mercado,1 com base no desempenho confiável do CGM Dexcom, que é clinicamente comprovado para diminuir a A1C, reduzir a hiper e hipoglicemia e aumentar o tempo no alvo.2-6 O Dexcom G7 também é o único sistema CGM integrado confiável para uso durante a gravidez, proporcionando mais tranquilidade às pacientes grávidas que controlam o diabetes tipo 1, tipo 2 e gestacional.

Aumentar a conscientização sobre o CGM é fundamental para ajudar milhões de pessoas com diabetes a começar a usar a mais recente tecnologia de gerenciamento de diabetes para melhorar a saúde e qualidade de vida.

  • Espera-se que mais de 4,8 milhões de americanos com diabetes que usam insulina assistam ao Super Bowl LVII1,9
  • Apesar do CGM ser estabelecido como o padrão de cuidado no controle do diabetes, cerca de 3,3 milhões desses espectadores não usam o CGM para controlar o diabetes1
  • Das 3,3 milhões de pessoas assistindo no domingo que não usam o CGM, 70%, ou mais de 2,3 milhões, têm cobertura para CGM ou espera-se que tenham cobertura para CGM até o final de 2023 por meio de seguro privado, Medicare ou Medicaid1,10
  • Dexcom é o CGM coberto e mais reembolsado do mercado10 com um terço dos pacientes com cobertura comercial pagando US$ 0 do próprio bolso e a maioria pagando menos de US$ 40 por mês§,11

“Na Dexcom, nosso negócio é fornecer informações que possam ajudar as pessoas com diabetes a controlar melhor sua doença. Com tantas pessoas ainda desconhecendo o CGM e como ele pode beneficiá-las, pensamos que a melhor maneira de divulgação seria fazer novamente uma parceria com uma das maiores estrelas no maior palco”, disse Kevin Sayer, presidente do conselho, presidente e CEO da Dexcom. “Nick Jonas e o Super Bowl é uma combinação mágica para encorajar milhões de americanos com diabetes a começar a usar o Dexcom G7 e iniciar sua jornada rumo a um melhor controle do diabetes e melhoria da saúde”.

O diabetes é um problema sério que atingiu proporções epidêmicas sem sinais de desaceleração. Hoje, a carga global de diabetes atinge 537 milhões de pessoas e custa quase US$ 1 trilhão em despesas de saúde relacionadas ao diabetes.12 Além disso, projeta-se que a taxa de jovens com diabetes apenas nos EUA aumentará 146% até 2060.13 Agora, mais do que nunca, é essencial aumentar a conscientização sobre a tecnologia CGM que mudou vidas e revolucionou o controle do diabetes.

O anúncio do Super Bowl está no centro de uma campanha de conscientização mais ampla que visa destacar os “momentos mágicos” que as pessoas com diabetes podem experimentar com uma pequena ajuda do CGM Dexcom. A campanha pedeàcomunidade do diabetes que compartilhe os “momentos mágicos” pessoais de que mais se orgulham nas mídias sociais para mostrar ao mundo que o diabetes não precisa conter ninguém. Um grupo de sete Guerreiros Dexcom foi convidado para o cenário do Super Bowl para ver os bastidores do local e compartilhar suas histórias inspiradoras com Jonas, incluindo Mireya Martinez, uma pastora do Texas que vive com diabetes tipo 2.

“Diabetes é uma doença implacável e gerenciá-la adequadamente às vezes pode parecer impossível”, disse Martinez. “Estar cercada por tantas outras pessoas com diabetes no cenário que entendem como é viver com esta doença foi uma experiência inspiradora. É extremamente gratificante fazer parte desta campanha do Super Bowl para aumentar a conscientização sobre o CGM e ajudar as pessoas com diabetes a se sentirem compreendidas e representadas. Estou muito animada para o lançamento do Dexcom G7 e para milhões de pessoas experimentarem a magia do CGM por si mesmas”.

Para facilitar o acesso imediato ao Dexcom G7 para o maior número possível de usuários, a Dexcom terá opções acessíveis de pagamento em dinheiro no lançamento,àmedida que a empresa faz a transição da disponibilidade de cobertura para o novo sistema.

Visite Dexcom.com/Magic hoje mesmo para começar a usar o Dexcom G7.

Sobre a DexCom, Inc.

A Dexcom, Inc. capacita as pessoas a assumir o controle da saúde por meio de sistemas inovadores de monitoramento contínuo de glicose. Com sede em San Diego, na Califórnia, a Dexcom emergiu como líder em tecnologia para tratamento de diabetes. Ao ouvir as necessidades dos usuários, cuidadores e provedores, a Dexcom simplifica e melhora o gerenciamento do diabetes em todo o mundo. Para obter mais informações sobre a Dexcom, visitedexcom.com/about-dexcom.

*Serão necessárias punções digitais para decisões de tratamento de diabetes se os sintomas ou expectativas não corresponderem às leituras.

O Dexcom G7 pode completar o período de aquecimento em 30 minutos, enquanto outras marcas de CGM requerem até uma hora ou mais. Para ver uma lista de dispositivos inteligentes compatíveis, visite dexcom.com/compatibility. §Refere-se ao custo direto estimado para pacientes elegíveis com seguro comercial do sensor de CGM Dexcom quando as reivindicações são julgadas como um benefício de farmácia e inclui benefícios e ofertas por meio de programas Dexcom disponíveis, como o programa de vouchers. O custo real pode variar e está sujeitoàcobertura de seguro individual.

1 Dexcom, dados em arquivo, 2022. 2 Welsh JB, et al. J Diabetes Sci Technol. 2022:19322968221099879. 3 Gilbert TR, et al. Diabetes Technol Ther. 2021;23(S1):S35-S39. 4 Beck RW, et al. JAMA. 2017;317(4):371-378. 5 Beck RW, et al. Ann Intern Med. 2017;167(6):365-374. 6 Martens T, et al. JAMA. 2021;325(22):2262-2272. 7 d&A US Q1 2021 Diabetes Connections Patient Panel Report.2021;69-72. 8 Seagrove HCP Survey Q1 2021. 2021;65. 9 “Super Bowl LVI total viewing audience estimated at over 208 million.” NFL.com. Acessado em 26 de janeiro de 2023. https://www.nfl.com/news/super-bowl-lvi-total-viewing-audience-estimated-at-over-208-million. 10 Managed Markets Insights & Technology, LLC. MMIT Analytics, June 2022. 11 IQVIA, February 2022. 12 “International Diabetes Federation seeks input into survey on access to diabetes education.” FDA World Dental Federation. Acessado em 26 de janeiro de 2023. 13 Tönnies T, et al. Diabetes Care 2023;46(2):313–320.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contato:

Contato de mídia

James McIntosh

619-884-2118

james.mcintosh@dexcom.com

Contato do Investidor

Sean Christensen

858-203-6657

sean.christensen@dexcom.com

Fonte: BUSINESS WIRE

Notícias Corporativas

Curso da ABIMAQ aborda as principais Técnicas de Vendas

O curso será ministrado pelo administrador de empresas Fábio Tozzini

Publicado

em

por

Com o objetivo de ampliar a percepção negocial dos participantes, e propiciar um vasto conhecimento das principais técnicas de prospecção e fechamento de vendas, a ABIMAQ (Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos) realizará no dia 04 de abril (terça-feira), o curso Vendas de alto impacto por telefone.

Aplicado de forma prática e dinâmica, envolvendo situações do cotidiano industrial, a aula, voltada a profissionais diretamente envolvidos com o atendimento e vendas por telefone, mostrará a importância de um atendimento diferenciado de qualidade, fundamental para incrementar o fechamento de negócios

O conteúdo ministrado pelo administrador de empresas e diretor da TCA – Tozzini Consultores Associados, Fábio Tozzini, abordará os seguintes temas:

Como Fidelizar Marcas Fortes

– Conhecimento e identificação das marcas fortes;

– O valor da sua marca no mercado em que atua;

– A cultura da empresa e sua tradição comercial;

– Vendendo valor e não preço: O diferencial competitivo das marcas.

Sondagens Comerciais

– Levantamento das expectativas do cliente;

– Abertura da venda e a sondagem comercial;

– Pós-compra e pós-vendas: Qual a diferença?;

– O conceito do “Ajudante de Compras”.

Como Superar Objeções

– O cliente não comprou. O que fazer?;

– Argumentar e contra-argumentar sempre;

– Os 5 passos da argumentação às objeções.

Atitudes Pro-ativas do Televendedor

– Perguntas de verificação: Como identificar a real objeção;

– Propondo soluções para a conclusão da venda.

Fechamento de Vendas

– O momento mágico: Quando ele ocorre;

– Tipos de clientes e como eles pensam;

– Melhorando o índice de finalizações com qualidade;

– Como “pedir o pedido” e fechar a venda ao telefone.

Serviço – Vendas de alto impacto por telefone

Data: 04 de abril (terça-feira)

Horário: 9h às 17h

Carga horária: 6h

Local: online, via plataforma zoom

Mais informações: (11) 5582-6321/6326 ou https://abimaq.org.br/cursos/142/vendas-de-alto-impacto-por-telefon

Continuar Lendo

Notícias Corporativas

Especialista ensina como aparecer nas primeiras posições do Google

Aparecer na primeira posição nos resultados do Google aumenta a visibilidade, credibilidade e alcance das empresas.

Publicado

em

por

Na era da informação, ter um site com uma classificação alta nos mecanismos de pesquisa pode ser crucial para o sucesso de um negócio. O Google, mecanismo de pesquisa mais popular do mundo segundo dados da Similar Web, detém a chave para milhões de visitantes online e garantir o primeiro lugar em sua página de resultados de pesquisa pode fornecer um aumento significativo no tráfego e na visibilidade de um site.

De acordo com o próprio Google, a compatibilidade com dispositivos móveis é um fator de classificação. Ademais, um site que carrega rapidamente e tem um design otimizado pode aumentar o engajamento do usuário e diminuir a taxa de rejeição, o que acaba sinalizando para o Google que o site oferece uma experiência positiva ao usuário.

O que é SEO e o que é SEM?

As técnicas de SEO (Search Engine Optimization) e SEM (Search Engine Marketing) são utilizadas para aumentar a visibilidade da marca na internet, com o objetivo de atrair novos clientes e evitar que as empresas se percam em meio à concorrência. A diferença entre os dois é que SEO é uma estratégia gratuita que visa posicionar um site nos primeiros lugares dos resultados de busca, enquanto o SEM se refere a campanhas publicitárias que permitem que um site apareça nos anúncios das primeiras posições do buscador.

Últimas atualizações do Google sobre SEO e SEM

Buscando a melhora da plataforma, o Google otimiza seus algoritmos, adicionando constantes atualizações, introduzindo regularmente alterações para aprimorar sua compreensão e classificação de conteúdo. Com essas atualizações, o Google pretende fornecer resultados de pesquisa cada vez mais relevantes e de alta qualidade.

No entanto, com essas atualizações, vêm mudanças na forma como o Google avalia e classifica os websites, o que significa que os profissionais de SEO e os proprietários de sites devem se manter informados e adaptar suas estratégias.

No dia 15 de março, o Google lançou um de seus ”core updates”, uma atualização fundamental em seus algoritmos que afetam como o ranqueamento nessa plataforma é feito. Ainda que a atualização não esteja completa, já é possível reconhecer as possíveis mudanças que ocorrerão no mecanismo.

De acordo com o Search Engine Journal, alguns tópicos devem ser o foco:

O tempo é essencial: os efeitos das atualizações do algoritmo principal não são perceptíveis imediatamente. Pode levar dias ou semanas para os rastreadores do Google indexar e reavaliar a web.

Análise de tráfego: o tráfego de pesquisa orgânica e as classificações de palavras-chave do site são métricas que ajudam a avaliar o impacto da atualização e identificar possíveis áreas de melhoria.

Otimização do site: os aspectos técnicos de um site, como velocidade, compatibilidade com dispositivos móveis e indexação adequada, desempenham um papel enorme na determinação da classificação geral.

Para empresas que possuem um site e querem posicioná-lo na primeira página do Google, atentar-se às alterações dos algoritmos faz parte da rotina. As empresas que buscam a criação de um site devem considerar os algoritmos do próprio mecanismo para otimizar suas páginas online.

A importância das palavras-chave para alcançar posições mais altas

O especialista em SEO, Rand Fishkin oferece alguns insights sobre o uso de palavras-chave, em seu blog Moz, Fishkin comenta sobre identificar as principais palavras-chave (aquelas frases que os clientes em potencial digitam no Google para as quais você gostaria de aparecer na página um dos resultados da pesquisa). E indica o próprio Google Adwords para fazer isso.

Em uma entrevista para o site Reputation, Fishkin destaca a importância de prestar muita atenção em como os clientes buscam os produtos e serviços que uma empresa oferece. “Provavelmente, a melhor coisa que você pode fazer é entender melhor seus clientes, suas fontes de influência e o que ressoa com eles. Em seguida, coloque o dinheiro para trabalhar maximizando o ROI dos canais e fontes específicas aos quais os clientes prestam atenção.”

Como escolher as “palavras-chave” certas de acordo um especialista de SEO

Na execução da estratégia, Fishkin destaca um ponto crucial. Ele esclarece que é preciso selecionar as palavras-chave certas. Para isso, segundo o especialista, é necessário conhecer o público-alvo e saber o que eles buscam. “Um problema é que, nos estágios iniciais de desenvolvimento de uma estratégia de marketing, quase todas as empresas identificam quais são os clientes certos e quais não são. (…) à medida que as empresas amadurecem, elas quase nunca voltam e fazem esse processo novamente, embora reconheçam que seus mercados são muito dinâmicos.”

Conhecer o público-alvo é o diferencial nas campanhas de marketing, Fishkin dá continuidade e acrescenta. “A dinâmica e a composição do público mudam ao longo dos anos, mas raramente voltam ao básico e perguntam: “Quem é meu público? Quem é o público errado? Onde meu público passa o tempo e sai? A quem eles prestam atenção? Que publicações eles leem? O que ressoa com eles? Que tipos de histórias devo contar a eles?”.

De acordo com o especialista em SEO, reconhecer a audiência é o fator principal para uma estratégia bem-sucedida. Em uma entrevista para o podcast The Small Business Big Marketing, Fishkin oferece algumas dicas para pequenas empresas crescerem por meio de práticas de SEO. Um dos diferenciais na área social media é o uso das redes sociais para melhorar as posições nos mecanismos de pesquisa.

A gestão de redes sociais para empresas cria e publica conteúdo nessas mídias, de forma personalizada para um público específico. Através de planos de redes sociais, as empresas têm acesso a estratégias de digital marketing e conteúdo, que de acordo com uma pesquisa do Hubspot, 54% dos consumidores indicam como um fator que influencia na decisão de compra. Recorrer a diferentes recursos para ranquear a empresa entre as primeiras posições do Google pode ajudar no marketing da empresa, uma vez que cerca de 75% das pessoas não passam da primeira página, conforme dados da Intergrowth.

 

Continuar Lendo

Notícias Corporativas

Como funcionam os cursos de imersão em língua inglesa?

Willians Simões de Sousa, coordenador dos cursos da English Club, explica as principais características de um curso imersivo e suas vantagens com relação aos cursos tradicionais

Publicado

em

por

Segundo estimativas recentes, cerca de 700 milhões de pessoas falam inglês como língua oficial, e mais de 978 milhões o utilizam como segundo idioma. Para muitos, falar inglês é  importante porque dá acesso a uma quantidade significativa de informações disponíveis em livros, artigos, websites e outras fontes de informação.

Além disso, falar inglês pode ajudar a expandir os horizontes culturais, permitindo acessar filmes, músicas, literatura e outras formas de expressão artística da cultura anglófona e ampliar as oportunidades profissionais.

Hoje, é possível trabalhar para uma empresa do exterior mesmo morando no Brasil. Segundo um levantamento exclusivo da Husky, plataforma que facilita o recebimento de transferências internacionais, o número de profissionais que atuam desta forma cresceu 491% entre 2020 e 2022

A propósito, falar inglês pode significar um diferencial no mercado dos “nômades digitais” – profissionais que atuam no ambiente virtual, sem limitação geográfica. Mais de 35 milhões de pessoas já trabalham por meio do sistema em todo o mundo, soma que pode chegar a um bilhão em 2035, conforme o Relatório Global de Tendências Migratórias 2022 da Fragomen, empresa especializada em serviços de imigração mundial.

Nesse panorama, muitas pessoas interessadas no aprendizado de um segundo idioma se perguntam como se aprofundar no estudo de inglês de forma assertiva, considerando duas opções: cursos regulares ou imersões em língua inglesa. É o que afirma Willians Simões de Sousa, coordenador dos cursos de imersão da English Club – curso de imersão em inglês.

De acordo com Sousa, a principal diferença entre as imersões e os cursos tradicionais está na carga horária. “Em um curso tradicional, a carga horária é muito reduzida. Já em um curso imersivo, a dedicação aos estudos é intensiva em um curto espaço de tempo. O aluno estuda por período integral e fica imerso na língua durante esse período”, explica.

Segundo o coordenador dos cursos de imersão da English Club, outra diferença significativa entre as duas modalidades consiste no fato de que, em um curso tradicional, o estudante tem um tempo de intervalo muito grande entre uma aula e outra, o que pode prejudicar o aprendizado, pois facilita o esquecimento.

“Para se ter ideia, em um curso de imersão em inglês, o aluno elimina alguns semestres de uma escola de idiomas tradicional em apenas alguns dias. O curso é 100% prático e o aluno é estimulado a falar inglês o tempo todo”, descreve. 

Para mais informações, basta acessar: https://www.englishclub.com.br/

Continuar Lendo

Em Alta

...