Conecte-se conosco

Notícias

Crianças se beneficiam da prática do Yoga online

Yoga para crianças vem ganhando espaço nos lares brasileiros. A prática milenar conhecida mundialmente por melhorar a qualidade de vida ganha versão online e ajuda crianças a lidar com o estresse do dia a dia.

Publicado

em

São Paulo, SP 21/7/2021 – Sabrina revela que teve a ideia de buscar meditações online para crianças por conta da dificuldade da filha em se acalmar.

Yoga para crianças vem ganhando espaço nos lares brasileiros. A prática milenar conhecida mundialmente por melhorar a qualidade de vida ganha versão online e ajuda crianças a lidar com o estresse do dia a dia.

Em tempos de isolamento o Yoga vem se destacando como uma atividade holística essencial para a saúde mental, ou como a própria ONU afirmou na sua reportagem do dia 21 de junho, o Yoga ajuda no bem-estar geral. A organização afirma que neste momento em que a pandemia do covid-19 afetou e continua a afetar milhares de pessoas em todo o mundo a mensagem do Yoga na promoção do bem-estar físico e mental da humanidade nunca foi tão relevante.

No Brasil, a prática vem ganhando adeptos a cada dia. O UOL relatou uma explosão na busca pelo termo Yoga (clique aqui para acessar o artigo). Em agosto de 2020, o site publicou uma reportagem sob o título “Em busca do equilíbrio: yoga conquista adeptos durante a quarentena”, a qual relata que, de acordo com levantamento feito pela SEMrush, empresa especializada em marketing digital, a busca na internet pelo termo “yoga” teve um acréscimo de 50% desde que começou a pandemia de covid-19.

Não é somente a busca pelo Yoga para adultos que está em alta. O Google Trends mostra que o termo “Yoga para Crianças” está popular entre as buscas na internet.

A prática do Yoga para crianças está virando rotina em algumas casas brasileiras. No lar de Thales, de cinco anos, sua mãe, Pamela, relata que a criança não vai dormir sem praticar seu Yoga.“Não pode ser qualquer um na internet”, diz ela, “tem que ser o da Yoga Com Cainara”. Pamela conta que Thales pratica todos os dias antes do café da manhã e antes de dormir. Comenta que notou uma melhora na concentração, que seu filho está mais calmo, e que tem tido mais facilidade para dormir. Thales aconselha outras mães da família, especialmente quando percebe as crianças agitadas ou nervosas, que deveriam colocar Yoga para seus filhos.

Sabrina explica que sua filha de cinco anos estava com dificuldades para dormir e teve a ideia de buscar meditações para crianças. “Pesquisei no YouTube vídeos de meditação para criança e apareceu o da Floresta Encantada, ela relaxou e dormiu antes mesmo de o vídeo”.

Cainara, uma brasileira de 39 anos, que morou e se casou na Inglaterra, hoje vive com a família na Austrália e é a criadora dos conteúdos citados. Ela explica que parte do tráfego no seu canal do YouTube é de portais educacionais como, por exemplo, o Sesi de São Paulo e o Google Classroom, “isso demonstra uma grande tendência na utilização do Yoga como ferramenta para a ajuda na melhora da qualidade de vida das crianças”.

Um estudo realizado entre o Center of Education Policy Research, da Universidade de Harvard, e o Transforming Education, organização focada em melhorar educação em geral, sugere que a instrução de Atenção Plena ajudou a aumentar as habilidades de atenção dos alunos, bem como a desenvolver mecanismos de enfrentamento do estresse. Os pesquisadores afirmam que este tipo de evidência pode ser especialmente útil nos esforços para apoiar os alunos que sofrem de traumas e outras adversidades que desencadeiam estresse no corpo, prejudicando a capacidade dos alunos de ter sucesso.

Em um artigo da National Geographic, o diretor sênior do programa Mindful Schools, diz que a prática de meditação pode ser tão benéfica para as crianças quanto para seus pais. O artigo explica que após analisar 13 estudos, pesquisadores em Queensland, Austrália, descobriram que as práticas de Atenção Plena melhoraram o foco, concentração e a função executiva, que são habilidades cognitivas necessárias para gerenciar o autocontrole e regular o comportamento. Outra análise publicada no Journal of Child and Family Studies em 2019 descobriu que a Atenção Plena pode, também, aumentar a empatia e a compaixão nas crianças.

Cainara, que é também professora de Yoga tradicional, explica que no Yoga para crianças há muitos elementos lúdicos para prender a atenção. “Mas isso não quer dizer que é tudo uma grande brincadeira, o ato de focar a mente no corpo tem que ser prioridade, pois é a Atenção Plena que diferencia o Yoga de uma atividade física qualquer.” 

Além de trabalhar a Atenção Plena e coordenação motora, o Yoga para Crianças se tornou uma forma de aumentar os laços afetivos entre pais e filhos, e muitos estão utilizando esse momento de Yoga em casa para se exercitarem juntamente com suas crianças, usando a sessão para melhorar a própria saúde física e mental.

Em um artigo do site de notícias Independent, a médica Dra. Kiki Morriss, autora do livro “Nurturing Your Family With Yoga” (Nutrindo Sua Família Com Yoga), corrobora este aspecto comentando que se a família fizer Yoga junta, isso pode trazer harmonia à vida familiar, além de criar um vínculo por meio do interesse comum. “O Yoga irá ajudá-lo a promover a saúde e o bem-estar para toda a sua família, trazendo felicidade e harmonia para o seu lar”.

Dayana Yasayama, praticante de Yoga há apenas três meses, diz que buscou o Yoga para alongar e aliviar algumas dores na lombar, mas durante a prática sua filha de cinco anos pediu para fazer Yoga para Crianças. “Procuramos e achamos o Yoga Com Cainara, ela fez, gostou e começou a pedir com frequência”. Dayana conta que a filha aprendeu a parar e respirar, utilizando a técnica espontaneamente em momentos mais difíceis, como quando está chorando. Como uma mãe atenta, Dayana revisa tudo que a filha assiste e prefere o Yoga Com Cainara por causa das mensagens de cuidado com a natureza e da positividade.

No Instagram público @cainara_burton_yoga há o arquivo de mais de uma centena de fotos das crianças praticando Yoga em casa. “Acho a didática do programa fácil, as crianças ficam apaixonadas pelo cenário e pela maneira de falar da Cainara. É apaixonante ver a entrega do pequeno ao Yoga”, relata Pamela, a mãe de Thales. Cainara diz receber mensagens das próprias crianças dizendo o quanto elas amam praticar o Yoga, “uma delas tem a roupa especial do Yoga, a mãe me contou que a pequena acorda, se troca, pega seu tapete e lá vai fazer seu Yoga”, comenta a criadora entusiasmada.

A Unesco, em 2016, colocou o Yoga na Lista de Patrimônio Mundial, demonstrando a importância dessa prática para a qualidade de vida.

Website: https://yogacomcainara.com/

Continuar Lendo
Anúncio
Clieque para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Cenário econômico nacional exige empreendedorismo versátil

Seja por oportunidade ou necessidade, número de empreendedores tem crescido nos últimos anos no país; para empresário da área de serviços de limpeza, a utilização de conhecimentos adquiridos em experiências profissionais anteriores é fundamental para o sucesso

Publicado

em

por

São Paulo – SP 23/7/2021 –

Seja por oportunidade ou necessidade, número de empreendedores tem crescido nos últimos anos no país; para empresário da área de serviços de limpeza, a utilização de conhecimentos adquiridos em experiências profissionais anteriores é fundamental para o sucesso

Em tempos de crise sanitária causada pela pandemia de Covid-19, a taxa média de desemprego no Brasil, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), alcançou o índice de 14,7% no primeiro trimestre de 2021, em uma alta de 0,8 ponto percentual em relação ao último trimestre de 2020 (13,9%). Com cerca de 14,8 milhões de desempregados em todo território nacional, muitos brasileiros recorrem ao empreendedorismo para obter uma fonte de renda.

Seja por oportunidade ou necessidade, o empreendedorismo, de acordo com dados disponibilizados pelo Serasa Experian, tem aumentado no país: somente no mês de janeiro de 2021, mais de 312 mil microempreendedores se formalizaram como MEIs, sendo este o maior número já registrado nos estudos realizados pela marca de análises e informações para decisões de crédito e apoio a negócio da Serasa.

Ainda que a atual situação econômica do país impulsione o empreendedorismo, existem inseguranças para aqueles que desejam atuar “por conta própria”. Isso porque, segundo o IBGE, 21% das empresas do país não conseguem ir além do primeiro ano de atuação. Além disso, apenas 40% consegue se manter sustentável por mais de cinco anos. 

Fatores que impulsionam o sucesso

Para ter bom desempenho no empreendedorismo, é preciso dar atenção a alguns detalhes. É o que avalia Vinicius Finavaro, sócio-fundador da SP Serviços, empresa que realiza lavagem e impermeabilização de estofados, assim como controle de pragas e dedetização. “Precisamos unir necessidades do mercado, conhecimento prévio e expectativas com a rotina. Dessa forma, conseguimos ser mais realistas e entender como será o desafio de empreender”, afirma. 

Finavaro conta que a escolha da área em que viria a empreender foi tomada após uma longa análise do mercado. “Sou farmacêutico e, por isso, procurei opções em que meu conhecimento fosse um diferencial competitivo”, explica. Dessa forma, Finavaro optou pelo setor de limpeza e controle de pragas. 

Inclusive, mais do que nunca, os serviços de limpeza são vistos como essenciais. De acordo com pesquisa realizada pela SC Johnson, indústria química que fabrica produtos de higiene e limpeza, 60% dos brasileiros estão mais atentos aos hábitos de higiene do lar. “Esse cuidado protege a família e também cuida da preservação do ambiente e sua mobília. Ambos os serviços, higienização de estofados e dedetização, podem ser feitos periodicamente e preventivamente”, conclui.

Dessa forma, o empreendedor, que já possui carteira de clientes e atua no setor desde 2015, conta que para mantê-los – e conquistar novos consumidores -, investe na inovação. 

“Para conhecer cada vez mais o mercado em que escolhemos empreender, estamos sempre investindo em conhecimentos através de cursos on-line ou presenciais, estando atentos a novas tecnologias tanto para o setor que trabalhamos, quanto para o fazer empreendedor em si. Para nós, as mudanças são bem-vindas, uma vez que podem trazer mais segurança e eficiência para a empresa”, finaliza. 

Para saber mais, basta acessar: https://splavagemeimpermeabilizacao.com/impermeabilizacao-de-sofa/

Website: https://splavagemeimpermeabilizacao.com/impermeabilizacao-de-sofa/

Continuar Lendo

Notícias

Crescem as vendas de imóveis por meio do consórcio em 2021

Modalidade oferece aos consorciados condições para realizar o sonho de comprar, construir ou reformar um imóvel.

Publicado

em

por

23/7/2021 –

Modalidade oferece aos consorciados condições para realizar o sonho de comprar, construir ou reformar um imóvel.

A pandemia e a necessidade de isolamento fizeram com que os lares ganhassem uma importância ainda maior para as famílias. Nos últimos meses, muitas pessoas trocaram de residência ou realizaram pequenas reformas para deixar o ambiente ainda mais aconchegante. Só em 2020, a venda de imóveis cresceu 26,1%, de acordo com a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) e a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Além disso, a expectativa é que em 2021 a alta seja ainda maior.

Os números positivos do mercado imobiliário animam o setor de consórcios de imóveis. Segundo a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC), nos primeiros cinco meses de 2021 a modalidade vem apresentando crescimento nas vendas, em relação a 2020. Acompanhando esse movimento, de janeiro a maio deste ano o Consórcio Nacional Bancorbrás comercializou 19% mais cotas de consórcio de imóveis, em comparação ao mesmo período do ano anterior.

José Climério Silva Souza, Diretor Executivo do Consórcio Nacional Bancorbrás, comenta que a modalidade oferece para os consorciados as melhores condições para realizar o sonho de comprar, construir ou reformar um imóvel. “A utilização do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e da restituição do Imposto de Renda para ofertar lances, complementar o valor da carta de crédito e até quitar as parcelas em aberto são fatores que incentivam os clientes a adquirirem um consórcio”, afirma.

Como funciona o consórcio?

O consórcio é a união de pessoas, físicas ou jurídicas, que formam uma poupança comum, destinada à aquisição de bens móveis, bens imóveis e serviços, por meio de um autofinanciamento. Reunidos em um grupo, os consorciados passam a contribuir, por prazo determinado, com uma parcela destinada à formação de um fundo comum. O papel da Administradora é comercializar as cotas para as pessoas interessadas no plano, realizar assembleias mensais, entregar os bens, fazer a gestão dos pagamentos, realizar a cobrança dos cotistas inadimplentes, entre outros serviços. Para isso, ela é remunerada por meio de uma taxa de administração, visando fazer face aos seus custos operacionais.

Continuar Lendo

Notícias

Empresas investem em comitês científicos para difundir conhecimento

Inovação tem sido o norte da Central Injetáveis, empresa do ramo farmacêutico situada no estado de Minas Gerais.  A empresa vem se destacando no desenvolvimento de fórmulas para a aplicação das terapias nutricionais injetáveis.

Publicado

em

por

Ipatinga, Minas Gerais 23/7/2021 – O médico especialista em Cirurgia e Urologia, Dr. Fernando Muniz, de Fortaleza (CE), avalia que essa inovação no segmento aumentou seu faturamento mensal.

Inovação tem sido o norte da Central Injetáveis, empresa do ramo farmacêutico situada no estado de Minas Gerais.  A empresa vem se destacando no desenvolvimento de fórmulas para a aplicação das terapias nutricionais injetáveis.

Com a pandemia do novo coronavírus, a saúde se tornou pauta nas casas de toda a população mundial. Avanços em diversas áreas, como biotecnologia, farmacêutica e medicina tem promovido novos investimentos em inovação na área da saúde. Isso fez com que um movimento global em torno da temática se fortalecesse através de conselhos que ajudam no fortalecimento de políticas de saúde, especialmente, na Organização Mundial de Saúde (OMS).

A partir desses novos desafios, trazidos pela pandemia da covid-19, onze personalidades dos temas Economia, Saúde e Desenvolvimento formaram o grupo de integrantes de novo “Conselho da OMS sobre Economia da Saúde para Todos”. Segundo informação divulgada pela Fiocruz, o Conselho tem como objetivo fornecer aconselhamento independente ao diretor-geral da OMS sobre como abordar a saúde de forma relacionada aos desafios econômicos e o mapeamento de rotas a seguir em apoio às comunidades e países “na construção de sociedades saudáveis”.

De acordo com o comunicado da OMS, o comitê fornecerá recomendações para uma nova abordagem para moldar a economia que apoie a saúde de todos como meta geral. Nesta mesma rota de inovação na área de saúde, empresas brasileiras vem se preparando para abertura do Sistema Único de Saúde (SUS) para investimento privado.

Desde o ano passado, o decreto nº 10.530 do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) propõe uma política de fomento ao setor de atenção primária à saúde. Por meio do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República, o decreto abre estudos de alternativas de parcerias com a iniciativa privada para a área da saúde. Com isso, o setor tem buscado investimentos para ofertar novas tecnologias e tratamentos que promovam a longevidade da população, em diálogo com as políticas do Ministério da Saúde.

Inovação na indústria de injetáveis

O Brasil já tem quase 600 healthtechs, segundo uma pesquisa da Distrito, que atuam com plataformas de telemedicina, serviços acessíveis de saúde, gestão e vacinas a domicílio. As start-ups voltadas para a saúde, receberam, entre janeiro e março deste ano, aportes que totalizaram US$ 91,7 milhões, o equivalente a pouco mais de meio bilhão de reais.

Diante disso, a Central Injetáveis, empresa do ramo farmacêutico, criou um comitê científico interno, especializado em orientar médicos e profissionais da saúde sobre as melhores práticas em terapias nutricionais injetáveis. Além disso a empresa passou a realizar eventos focados na saúde e bem-estar dos pacientes, associados à prática de injetáveis. De acordo com o empresário Renildo Flores, proprietário da Central Injetáveis, só no ano de 2020 foram feitos investimentos em torno de R$ 12,5 milhões.

A empresa tem criado uma rede de médicos e empresários interessados no conhecimento gerado por essa equipe de profissionais. É o caso do médico, Dr. Dias Júnior, da cidade de Juiz de Fora (MG). Dono de uma clínica no interior mineiro, ele destaca a importância de um comitê científico bem estruturado.

“Trabalho com a prática ortomolecular há 12 anos e há cinco anos venho trabalhando com injetáveis. Nesses cinco anos, eu tive contato com vários laboratórios, participei de vários congressos, cursos. Também tive contato com vários fornecedores, mas me chamou atenção o atendimento da Central, tanto da parte técnica, sobre como utilizar os ativos. Além do suporte para quem está iniciando nesse nicho, sobre como utilizar os injetáveis”, afirma o médico.

Comitê técnico-científico e melhores práticas em saúde

Segundo Renildo Flores, para garantir que os colegas do setor da saúde tenham acesso às práticas mais modernas e eficazes já utilizadas em diversos países, foi preciso ouvir a ciência em prol de um objetivo comum: longevidade saudável. Para isso, a Central Injetáveis mantém um comitê técnico-científico com profissionais da área farmacêutica para garantir as melhores práticas de terapias injetáveis no Brasil.

  • Edilaine Reis: farmacêutica, pós-graduada em farmacologia clínica, diretora técnica;
  • Tamiris Marques: farmacêutica, doutora em ciências biomédicas, especialista em docência no ensino superior e gestão de assistência farmacêutica, consultora técnica da Central Injetáveis e membro do corpo de diretores de teses de mestrado e doutorado do IUNIR-Argentina;
  • Irma Rodrigues: farmacêutica, mestre em ciências farmacêuticas, gerente do laboratório de produtos estéreis da Central Injetáveis, docente no ensino superior;
  • Lorenna Franco: farmacêutica, graduada pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), especialista em prescrição farmacêutica e farmácia clínica, supervisora do laboratório da Central Injetáveis;
  • Marisângela dos Reis: farmacêutica, responsável técnica da Central Nutrition, com MBA em gestão da qualidade, especialista em desenvolvimento de produto farmacêutico e pós graduanda em gerenciamento de projetos pela FGV;
  • Jamara Fernanda: farmacêutica, pós-graduada em farmacologia clínica, supervisora do laboratório de manipulação.
  • Kiara Franco: farmacêutica, pós-graduada em atenção farmacêutica, supervisora da central de vendas;
  • Ana Paula Gonçalves: farmacêutica, pós-graduada em farmacologia, supervisora da central de vendas;
  • Juliana do Nascimento: farmacêutica, gerente de laboratório de manipulação;
  • Amaraline Luciano: farmacêutica, pós-graduada em farmacologia clínica e atenção farmacêutica, supervisora comercial;
  • Jesney Costa: farmacêutico, com MBA em gerenciamento de projetos pela FGV, MBA em vendas, negociação e resultados de alta performance pela PUCRS. Gerente de relacionamentos da Central Injetáveis;
  • Angelisa Ferreira: graduada em farmácia, especialista em farmacologia clínica, pós-graduada em saúde estética avançada e consultora farmacêutica.

A criação e o fortalecimento desse comitê têm criado no Brasil uma rede de parceiros que movimentam as economias regionais, com as terapias injetáveis. O médico especialista em Cirurgia e Urologia, Dr. Fernando Muniz, de Fortaleza (CE), avalia que essa inovação no segmento aumentou seu faturamento mensal.

Website: https://centralinjetaveis.com.br/

Continuar Lendo

Em Alta

...