Conecte-se conosco

Notícias

Brasil é 1º em inovação entre 19 países da América Latina

Brasil sobe 5 posições e passa para 49º no Ranking Global de Inovação – IGI. As atuais políticas de neoindustrialização e aumento dos incentivos para inovação no país preveem ascensão e estimulam o setor para os próximos anos

Publicado

em

Curitiba, Paraná, Brasil 20/10/2023 –

Brasil sobe 5 posições e passa para 49º no Ranking Global de Inovação – IGI. As atuais políticas de neoindustrialização e aumento dos incentivos para inovação no país preveem ascensão e estimulam o setor para os próximos anos

O recente Índice Global de Inovação, conduzido pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (WIPO) e divulgado no Brasil em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), revela que o Brasil subiu da 54ª para a 49ª posição em 2023 e agora lidera a lista das economias da América Latina e Caribe, posição antes ocupada pelo Chile.

O índice avalia sete categorias-chave do potencial inovador: Instituições; Recursos Humanos e Pesquisa; Infraestrutura; Sofisticação do Mercado; Sofisticação Empresarial; Produtos de Conhecimento e Tecnologia; e Produtos Criativos. Ele considera tanto os resultados em inovação (outputs) quanto os insumos (inputs), proporcionando uma visão abrangente sobre a capacidade inovadora de cada economia.

Esse crescimento reflete as prioridades do atual Governo, que, alinhadas com a política de neoindustrialização preveem bilhões para o setor nos próximos anos.

A posição do Brasil

Observando a trajetória brasileira nos últimos anos, é possível perceber que, em 2011, o país atingiu sua melhor marca, ocupando a 47ª posição. Entretanto, nos anos que se seguiram, houve um declínio, chegando até a 70ª posição em 2015. Desde então, o país tem mostrado uma retomada progressiva, culminando no salto recente para a 49ª posição.

Apesar do avanço significativo, ao analisar-se os detalhes das notas do IGI, um panorama mais complexo se revela. Apesar do país ter forças específicas e se destacar além do esperado para as economias de renda média alta em seis, dos sete grupos, as notas gerais praticamente não se alteraram, indicando que outros países também estão evoluindo e, em certos aspectos, a um ritmo mais acelerado.

Essa análise detalhada é essencial para entender que, enquanto o Brasil faz avanços absolutos, a competição global em inovação não cessa, principalmente se tratando dos países mais desenvolvidos no setor.

O histórico de inovação do Brasil

Desde o início dos anos 1990, o Brasil tem fortalecido seu sistema de inovação. A Lei de Informática, os incentivos para indústria PDTI e PDTA, e a atuação de agências como a FINEP deram impulso ao cenário brasileiro de inovação. Foi a partir dos anos 2000 que a FINEP e o BNDES desempenharam papéis ainda mais significantes, com políticas e linhas de financiamento dedicadas. Em particular, a Lei do Bem, implementada em 2005, estimulou bilhões em investimentos nos últimos 17 anos, sendo R$35 bilhões somente em 2022, fortalecendo ainda mais o compromisso do país com a inovação.

Entretanto, apesar destes avanços, o país sofreu um processo de desindustrialização acentuado desde os anos 1980. Uma base industrial fraca, combinada com a crescente ênfase no agronegócio, significou que empregos qualificados foram perdidos e a indústria brasileira ficou cada vez mais dependente de importações.

As atuais políticas públicas de Neoindustrialização

A neoindustrialização, defendida como prioridade pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), busca reverter esta tendência. O plano visa modernizar a indústria nacional de maneira sustentável, abrindo novos caminhos para setores que enfrentam desafios. Segundo José Luis Gordon, presidente do BNDES: “Este é o momento com maior soma de recursos voltados à inovação no país, e recursos diferenciados, com taxas de juros atraentes para o setor empresarial […] e uma coordenação de governo focada na atividade de inovação […]”.

André Moro Maieski, especialista em inovação e sócio da Macke Consultoria, observa que, apesar da recente desindustrialização no Brasil, há sinais promissores de mudança. Ele destaca iniciativas como o programa “Mais Inovação Brasil”, que disponibilizará R$ 66 bilhões com taxas reduzidas para projetos de inovação via Finep e BNDES. Esse programa faz parte do Plano Plurianual, que conta com um orçamento de R$ 900 bilhões ao longo dos próximos quatro anos, e prepara o país para uma revolução industrial mais sustentável e inovadora.

Esse investimento massivo, alinhado a outros mecanismos de incentivo como a consolidada Lei do Bem (Lei 1.196/2005), reflete o compromisso do país com a inovação. A visão é clara: construir uma economia diversificada, qualificada, justa e, acima de tudo, sustentável, em linha com as demandas globais e locais do século XXI.

O potencial Brasileiro frente às grandes economias

O Brasil é uma das 10 maiores economias do mundo, e a 49ª posição no Ranking Global de Inovação, embora promissora, não está à altura da potência econômica que representa. Este posicionamento aponta para um paradoxo: enquanto o país é um gigante econômico, ainda há um caminho a ser percorrido na área de inovação.

Como líder global em biodiversidade, o Brasil tem um trunfo inexplorado: a oportunidade de liderar a “ecoinovação“. Esta integração entre inovações tecnológicas e práticas sustentáveis, conforme explica André Maieski, pode ser o divisor de águas para a nação. Maieski acredita que, com os novos desenvolvimentos na política industrial e um foco renovado na inovação, o país tem todas as ferramentas para avançar rapidamente e competir com as maiores economias do mundo.

Grandes economias como Estados Unido, Reino Unido, Canadá e Coreia do Sul exemplificam o poder das políticas públicas voltadas para a educação e inovação. Estas nações demonstram que o investimento em educação, aliado a incentivos fiscais, crédito acessível e colaboração universidade-empresa, são chaves para atrair investimento internacional em P&D.

Os resultados recentes do IGI evidenciam um cenário global em transformação. Em 2022, empresas com grandes orçamentos de P&D alcançaram um investimento recorde de US$ 1,1 trilhão. Além disso, setores como tecnologia da informação, saúde e energia estão em constante evolução. A era digital e as inovações na área de ciências têm crescido rapidamente, com destaque para a adoção de tecnologias em diversos setores.

Reconhecendo seu potencial e alinhado a estratégias de inovação, o Brasil tem grande perspectiva de prosperidade. Celso Pansera, presidente da Finep, afirma que o país caminha para um bom momento da economia, enquanto Maieski destaca que, com a inovação como foco, o Brasil não só crescerá economicamente, mas também será capaz de enfrentar os desafios sociais e ambientais do século XXI.

Website: https://www.mackeconsultoria.com.br/

Continuar Lendo
Anúncio
Clieque para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Tattoo Week Online inclui três novas categorias na disputa

Em sua 4ª edição, a Tattoo Week Online acontece nos dias 19, 20 e 21 de julho, das 11h00 às 21h00, com transmissão pelo canal oficial do evento no YouTube e Facebook com a inclusão de três novas categorias: “Geométrico”, “Revelação” e “From Hell”, originária a partir do gênero terror ou horror encontrado na literatura e no cinema, vem ganhando cada vez mais adeptos

Publicado

em

por

São Paulo 19/6/2024 –

Em sua 4ª edição, a Tattoo Week Online acontece nos dias 19, 20 e 21 de julho, das 11h00 às 21h00, com transmissão pelo canal oficial do evento no YouTube e Facebook com a inclusão de três novas categorias: “Geométrico”, “Revelação” e “From Hell”, originária a partir do gênero terror ou horror encontrado na literatura e no cinema, vem ganhando cada vez mais adeptos

A Tattoo Week Online acontece nos dias 19, 20 e 21 de julho, das 11h00 às 21h00, com transmissão pelo canal oficial do evento no YouTube e Facebook, a partir de um estúdio montado em São Caetano do Sul para o mundo. Nesta edição, será realizada a inclusão de três novas categorias “Geométrico”, “Revelação” eFrom Hell”, originária a partir do gênero terror ou horror, encontrado na literatura e no cinema, que encontra cada vez mais espaço dentro do universo da tatuagem.

O objetivo dos organizadores é realizar um evento efetivamente democrático, que possa trazer a participação de todos os tatuadores ao concurso de tattoo e piercing bem como ampliar a participação de homens e mulheres ao concurso de Miss e Mister Tattoo Week e ainda propiciar que o público possa acompanhar de qualquer parte do mundo. Tatuadores poderão enviar seus trabalhos de qualquer região via foto ou vídeo por meio de um link da inscrição. Apenas a categoria “Melhor do evento”, de tema livre, deve ser iniciada e finalizada dentro do evento. Os artistas precisam inscrever-se nos canais da Tattoo Week. 

A Tattoo Week Online nasceu no período da pandemia e em sua primeira edição alcançou 1,2 milhão de pessoas em todo o mundo, o que surpreendeu os próprios organizadores. “Percebemos o quanto é importante esse evento via internet para democratizar o acesso e a participação de artistas e públicos e decidimos prosseguir mesmo com o fim da pandemia”, destaca Esther Gawendo, CEO da Tattoo Week.

Concurso de Miss e Mister Tattoo Week Online

A partir da primeira semana de julho, serão definidos os 22 finalistas que irão concorrer como Miss e Mister Tattoo Week Online. Os candidatos serão julgados ao vivo por uma equipe de jurados, no sábado, segundo dia do evento.

No total, 200 participantes disputaram o título – 12 mulheres e 10 homens – e marcaram a despedida dos vencedores de 2023, Fernanda Beckert, body piercer, gaúcha da cidade de Santo Ângelo e Rafael Serious, tatuador de Siqueira Campos, no Paraná.

Os vencedores da noite receberão, além da coroa, troféu e faixa de Miss e Mister, a responsabilidade de carregar consigo o título de homem e mulher mais empoderados e tatuados do Brasil.

Os critérios avaliados desta 4ª edição incluem o corpo tatuado com qualidade e harmonia, postura, talento pessoal e profissional. Os jurados avaliam ainda estilo, atitude, personalidade e relação com a arte. 

O concurso permite a participação de pessoas trans, valorizando a inclusão e a diversidade e o rompimento de padrões. ”Acreditamos que a evolução dos critérios, como deixar de pedir as medidas do corpo e a altura das jovens, permitir a participação de homens e mulheres trans estão entre os mais importantes. Nosso intuito é quebrar os preconceitos ainda existentes contra a pessoa tatuada, além de quebrar estereótipos de que uma pessoa trans, por exemplo, não pode vir a se tornar Miss ou Mister”, enfatiza a diretora executiva do evento, Esther Gawendo.

A arte tattoo e o mercado

A Tattoo Week é o maior evento de arte na pele do mundo. Objetiva divulgar a arte da tatuagem e do piercing, promover intercâmbio entre artistas de todo mundo, oferecer atualização através de workshops, apresentar os últimos lançamentos do mercado tattoo e propiciar a interação do público amante de tatuagem com os artistas.

O mercado da tatuagem é o setor da economia que mais cresce no país apesar da crise. Dados da Associação Nacional de Tatuadores (Tattoo do Bem) indicam que o segmento cresce 25% ao ano no Brasil.

Concurso de tatuagem em 29 categorias

O ponto alto e tradicional da Tattoo Week On-line é o concurso de tatuagem em 29 estilos, aberto a tatuadores do Brasil inteiro e do exterior. O concurso inclui ainda os melhores piercings.

A iniciativa tem revelado grandes talentos artísticos e a banca de jurados é composta pelos mais conceituados profissionais do mercado. Nesta 4ª edição, teremos a inclusão de três novas categorias na disputa: “Geométrico”, “Revelação” eFrom Hell”.

Na sexta, 19 de julho, concorrem as categorias Série Desenho PB; Série Desenho Colorido; Costas; Fechamento; Biomecânico/Orgânico; Tribal/Neo-tribal; Oriental; Aquarela e Old School/Tradicional Europeu e Piercing Melhor Procedimento. No sábado, 20 de julho, é a vez dos estilos Visagismo; Comics/Anime; Pontilhismo; Geométrico; Blackwork; Lettering/Caligrafia; New School; Whipshading; Colorido; Preto e Cinza e Temas Brasileiros. E no domingo, 21 de julho, competem as categorias Revelação; Fineline; From Hell; Neotradicional; Fusion; Portrait; Realismo e Melhor do Evento.

Somam 600 artistas inscritos, de 147 cidades brasileiras e cinco países (USA, Austrália, Portugal, Espanha e Canadá). São mais de 100 inscritos que a última edição online.

O julgamento será feito por juízes independentes, tanto presenciais na sede da Tattoo Week quanto online. Eles avaliarão os seguintes critérios: impacto inicial da primeira visualização, composição, legibilidade, contraste, colocação no corpo, linha de trabalho, sombreamento e mistura de cores, saturação, durabilidade e originalidade/criatividade.

Durante os dias do evento, serão oferecidos cursos aos participantes pelos próprios jurados das categorias, que envolvem diversas técnicas de estilos de tatuagem, além de processo criativo, atendimento ao cliente, entre outros. Diversas entrevistas com médicos e artistas plásticos também farão parte da programação.

Tattoo Week SP acontece em novembro

Segundo Enio Conte, presidente da Tattoo Week e idealizador do projeto, o evento on-line oferece a possibilidade de um amplo intercâmbio mundial. “Queremos ampliar a visibilidade da arte na pele, quebrando as barreiras da distância. Mas nosso evento presencial também acontece e já está marcado para 15, 16 e 17 de novembro no Expo Center Norte”, informa.

Serviço

4ª Tattoo Week On-line

Dias 19, 20 e 21 de julho (sexta, sábado e domingo)

Das 11h00 às 21h00

YouTube: https://www.youtube.com/@TattooWeekoficial e Facebook: https://www.facebook.com/tattooweek

Website: https://tattooweek.com.br/

Continuar Lendo

Notícias

Projetos de pesquisa do câncer recebem prêmio internacional

Prêmio Internacional Fiocruz Server premia projetos de pesquisa contra o câncer. A premiação tem como objetivo principal estimular a produção de conhecimento e o desenvolvimento de novas terapias além de abordagens para o tratamento do câncer.

Publicado

em

por

Rio de Janeiro, RJ 19/6/2024 – A premiação faz parte do compromisso da Fiocruz com a promoção de pesquisas inovadoras e o desenvolvimento de novas terapias.

Prêmio Internacional Fiocruz Server premia projetos de pesquisa contra o câncer. A premiação tem como objetivo principal estimular a produção de conhecimento e o desenvolvimento de novas terapias além de abordagens para o tratamento do câncer.

Em iniciativa conjunta, a Fiocruz e a francesa Servier anunciaram os vencedores do 2º Prêmio Internacional Fiocruz Servier, primeiro em Oncologia. A premiação tem como objetivo principal estimular a produção de conhecimento e o desenvolvimento de novas terapias além de abordagens para o tratamento do câncer. Entre mais de 30 inscritos avaliados, três projetos foram selecionados, cada um para receber um prêmio de 50 mil euros para financiar o desenvolvimento de pesquisas ao longo de dois anos.

Os projetos vencedores foram Estudo NextGeNETs: perfil molecular de neoplasias neuroendócrinas após alquilantes e resposta à imunoterapia, apresentado por Rachel Simões Pimenta Riechelmann, diretora do Departamento de Oncologia Clínica do A.C. Camargo Cancer Center; cDNA e predição de resposta à terapia neoadjuvante em câncer de pâncreas localmente avançado, apresentado por Tiago Cordeiro Felismino, líder do Centro de Referências do Aparelho Digestivo Alto do A.C. Camargo Cancer Center e mestrando em Precision Cancer Medicine, na Universidade de Oxford (Inglaterra); e Potencializando Células CAR-T em um protocolo ultrarrápido de manufatur, apresentado por Martin Bonamino, do Instituto Nacional de Câncer (Inca).

“A premiação faz parte do compromisso da Fiocruz com a promoção de pesquisas inovadoras e o desenvolvimento de novas terapias que possam transformar o tratamento oncológico no SUS”, afirma o presidente da Fiocruz, Mario Moreira.

O prêmio poderá ser utilizado para diversas finalidades, incluindo pagamento de bolsas de pesquisa, passagens e diárias para participação em congressos, testes e serviços para desenvolvimento do projeto, e compra de equipamentos, materiais, insumos e reagentes.

“Esta iniciativa valoriza os esforços dos cientistas e promove a colaboração entre diferentes instituições, acelerando o desenvolvimento de soluções que beneficiam diretamente os pacientes”, afirma o diretor geral da Servier no Brasil, Mathieu Fitoussi.

O processo de avaliação dos projetos foi anônimo e conduzido por um júri composto por membros do Inca, da Servier, da Fiocruz, da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) e da Sociedade Brasileira de Auditoria Médica (SBAM), garantindo imparcialidade na escolha dos vencedores sem que Fiocruz e Inca avaliassem projetos das próprias instituições.

A parceria entre a Fiocruz e a Servier, com apoio do Inca, SBOC e SBAM, reforça o compromisso com a ciência e a saúde pública, proporcionando aos pesquisadores brasileiros maior visibilidade e recursos para continuar os trabalhos. Com o prêmio, espera-se estimular outras pesquisas focadas no desenvolvimento de terapias medicamentosas, capazes de contribuir para a melhoria do tratamento do câncer e, consequentemente, para a qualidade de vida dos pacientes.

Website: http://www.semprecuidando.com.br

Continuar Lendo

Notícias

São Paulo sedia Campeonato Brasileiro de Remo Master

Entre os dias 21, 22 e 23 de junho, a raia olímpica da USP, em São Paulo, recebe as provas do Campeonato Brasileiro de Remo Master. Inicialmente programado para acontecer em Porto Alegre, precisou ser realocado para a capital paulista em decorrência das enchentes. A competição tem 299 remadores de 22 clubes inscritos, representando onze estados nacionais.

Publicado

em

por

São Paulo, SP 19/6/2024 – Entre os times participantes, o S.C. Corinthians Paulista busca a liderança e está entre os favoritos após conquistar a 1ª colocação no Campeonato Sul-Americano

Entre os dias 21, 22 e 23 de junho, a raia olímpica da USP, em São Paulo, recebe as provas do Campeonato Brasileiro de Remo Master. Inicialmente programado para acontecer em Porto Alegre, precisou ser realocado para a capital paulista em decorrência das enchentes. A competição tem 299 remadores de 22 clubes inscritos, representando onze estados nacionais.

Inicialmente agendado para acontecer em Porto Alegre (RS), o Campeonato Brasileiro de Remo Master 2024 foi transferido para a cidade de São Paulo em decorrência das recentes enchentes que acometeram a cidade e, consequentemente, as instalações dos clubes locais. A competição acontecerá na raia olímpica da Universidade de São Paulo, nos dias 20, 21, 22 e 23 de junho, e reforça a solidariedade dos participantes ao Rio Grande do Sul, mantendo as cores da bandeira do estado no símbolo oficial do evento.

Com organização sob responsabilidade da Confederação Brasileira de Remo (CBR) e apoio dos cinco clubes participantes de São Paulo – Sport Club Corinthians Paulista, CEPEUSP, Club Athletico Paulistano, Clube de Regatas Bandeirante e Esporte Clube Pinheiros, o campeonato contará com a presença de 22 clubes, representando onze estados brasileiros. Durante o evento, estão previstas 163 provas que serão disputadas por um total de 299 atletas, sendo 70% remadores homens e 30% mulheres.

Entre os times participantes, o Sport Clube Corinthians Paulista busca a liderança após conquistar a 1ª colocação no Campeonato Sul-Americano de Remo Master, realizado no Chile em março deste ano. “Os treinos realizados com dedicação e disciplina de todos, nos permitiram participar de provas com diferentes configurações e tipos de barcos a fim de garantir os melhores resultados”, comenta Dorival Solera Torres, diretor do remo no Corinthians. Já para Giovanni M. Cardoso, remador master e fundador do Grupo MK (Mondial e Aiwa), “este é um esporte intenso e considerado um dos mais completos pois, além da parte física, aeróbica e da disciplina, tem um forte componente de trabalho em equipe, muito similar à vida corporativa”.

O início das provas está previsto para às 9 horas do dia 21 (sexta-feira). Durante do campeonato, os interessados poderão acessar as instalações da raia da USP como visitantes para acompanhar as provas pessoalmente.

 

PARA AGENDA:

Campeonato Brasileiro de Remo Master 2024 – São Paulo

Data: 20 a 23 de junho de 2024

Local: Raia Olímpica da Universidade de São Paulo (Av. Prof. Mello de Morais, 1382 – Butantã – São Paulo/SP)

Organização: Confederação Brasileira de Remo

Website: https://www.corinthians.com.br/clube/modalidades/competitivas/remo

Continuar Lendo

Em Alta

...