Conecte-se conosco

Regional

Governo de MG reconhece trabalho da Secretaria de Turismo junto a fundo municipal

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais destacou Poços de Caldas na lista de iniciativas reconhecidas como boas práticas pela comissão do ICMS Turismo, referente ao Fundo Municipal de Turismo (Fumtur).

Ao analisar a documentação do ano-referência 2019, a comissão fez um levantamento dos municípios que conseguiram depositar recursos de terceiros nos Fundos Municipais de Turismo. A ação de Poços que foi reconhecida é a arrecadação de concessões onerosas de atrativos e festividades.

“O município trabalha muito bem a questão da concessão”, diz o secretário de Turismo, Ricardo Oliveira. “Hoje, temos aí como exemplo o Café Concerto, o restaurante Saturnino de Brito, e estamos trabalhando para que haja a concessão onerosa dos pontos turísticos como um todo. Além disso, no Carnaval de 2019, fizemos um chamamento público para ocupação de espaço para venda de bebidas e comidas que também se enquadrou no trabalho que foi reconhecido pelo estado”, explana.

A ação de Poços que foi reconhecida é a arrecadação de concessões onerosas de atrativos e festividades

O Fundo Municipal de Turismo é um instrumento legal de organização de receitas que atende às finalidades específicas de sua criação, tornando os seus recursos vinculados exclusivamente ao turismo. Ele também tem a finalidade de prestar apoio financeiro em caráter suplementar para o turismo do município. O Carnaval de 2020, por exemplo, foi custeado pelo Fumtur, cujos recursos foram provenientes de concessões como o Teleférico e o Balneário Mário Mourão. O fundo municipal também custeia a decoração natalina da cidade.

Ricardo comemora o reconhecimento do governo estadual e cita a parceria com o Conselho Municipal de Turismo. “Muito bacana esse reconhecimento. Foi com muita satisfação que recebemos o comunicado oficial da Secretaria de Turismo do Estado. Vínhamos buscando essa melhoria na condição de fomento do Fundo Municipal de Turismo, em relação à gestão, em relação à captação de recursos. Lembrando que o Conselho Municipal de Turismo é parceiro nesse trabalho todo e ganhou muita voz nesses anos.”

 

Por | Secretaria Municipal de Comunicação Social – Prefeitura de Poços de Caldas/MG

Regional

Mercado Livre vai investir mais de R$ 42 milhões em projetos de conservação e regeneração de biomas no Brasil

Regenera América, que completa dois anos, é uma das principais iniciativas ambientais da companhia na América Latina.

Publicado

em

Projeto Café Apuí, uma das iniciativas apoiadas pelo Regenera América, do Mercado Livre / Foto: Divulgação

São Paulo, 21 de setembro de 2023 – Fortalecendo cada vez mais o seu compromisso com o meio ambiente, o Mercado Livre anuncia seu novo investimento no Regenera América, programa que apoia iniciativas de restauração e conservação de biomas icônicos da América Latina – região que abriga 40% da biodiversidade do planeta. Somente neste ano, a companhia investirá mais de R$ 42 milhões no Brasil, permitindo a restauração e conservação de mais de 8,5 mil hectares de floresta nativa, equivalentes a mais de 2,6 milhões de árvores a ser conservadas e restauradas, permitindo a captura e prevenção de emissão estimada em mais de 3 milhões de toneladas de CO2 em 30 anos. Ao longo dos últimos dois anos, quando foi lançado, o programa já investiu mais de R$ 58 milhões em projetos de regeneração e conservação no Brasil e no México, sendo que o investimento total na região vai superar a marca dos R$ 115 milhões neste ano.

Ao todo, 5 projetos serão apoiados no Brasil em 2023, sendo 3 ampliações de apoio a iniciativas que já recebem investimento do programa, e 2 novos que passam a receber aporte a partir deste ano. Os novos projetos contemplam reflorestamento da Mata Atlântica, no estado de São Paulo, e reflorestamento e conservação na Amazônia paraense. Os projetos cujo apoio será ampliado estão localizados na Mata Atlântica, do Rio de Janeiro e Bahia, além de uma iniciativa voltada ao cultivo de café em sistema agroflorestal no coração da Amazônia, no estado do Amazonas. Os novos projetos foram selecionados a partir de convocatória pública, realizada pelo Mercado Livre e seus parceiros, no ano passado, quando foram recebidas mais de 110 propostas de projetos em 9 países da região.

O Regenera América é uma das principais iniciativas de impacto positivo presentes na estratégia de sustentabilidade do Mercado Livre, que investe um valor proporcional à sua pegada de carbono em projetos de conservação e regeneração, e que irão gerar créditos futuros. Além de contribuir para a captura de carbono e para a preservação da biodiversidade no longo prazo, garantindo recursos e serviços ecossistêmicos, o programa ratifica e estimula os processos locais de restauração e conservação ambiental, gerando renda e integrando comunidades locais.

“No Mercado Livre temos orgulho de colaborar com a restauração e conservação da Mata Atlântica e da Amazônia, dois biomas brasileiros de vital importância para a região e para o mundo pelos serviços ecossistêmicos que prestam, como água limpa, ar puro, clima equilibrado, solos saudáveis, alimentos, matérias-primas, dentre outros”, afirma Mauro Paradella, gerente sênior de Sustentabilidade do Mercado Livre na América Latina. “Como empresa, buscamos continuamente promover soluções inovadoras e mais eficientes para crescer de forma mais sustentável. Cuidar do meio ambiente é um pilar estratégico que permeia o nosso negócio e acreditamos que proteger e investir nas florestas e outros biomas naturais é fundamental e urgente”, completa.

Desde o seu lançamento, em 2021, o Regenera América já investiu em nove projetos implementados no Brasil e no México. As três novas iniciativas que receberão investimento do programa neste ano são o projeto ‘Novas Florestas’, na Mata Atlântica paulista, ‘Projeto Curuá’, na Amazônia paraense, e o ‘Corredor Campeche’, no México, focado no bioma Selva Maia. As três iniciativas apoiadas no ano passado, no Brasil, também serão ampliadas com o novo investimento em 2023, potencializando os benefícios dos processos em andamento e das cadeias de restauração geradas – são eles ‘Águas do Rio’, ‘Corredor Pau Brasil’ e ‘Café Apuí’.

Assim, somando as iniciativas anunciadas neste ano, a Regenera América já terá iniciado na região processos de restauração e conservação de mais de 15 mil hectares de floresta nativa, equivalentes a mais de 14 milhões de árvores restauradas ou conservadas. Essa ação contribuirá com uma captura estimada de mais de 1,1 milhão de toneladas de CO2 em 30 anos e a prevenção da emissão de mais de 3 milhões de toneladas de CO2 no mesmo período. Somente no Brasil, desde 2021, o impacto total estimado contempla a restauração e conservação de mais de 11,7 mil hectares de floresta nativa, equivalentes a mais de 9,4 milhões de árvores, com a captura e emissões evitadas estimada de mais de 3,9 milhões de toneladas de CO2 em três décadas.

Novos projetos

Em sua nova fase, o Regenera América apoiará o projeto Novas Florestas, que será implementado em conjunto com a Agência Ambiental Pick-upau. Esse projeto tem como objetivo o reflorestamento de 155 hectares com o plantio de 279 mil árvores na Mata Atlântica, em São Paulo, área que abriga uma incrível diversidade de vida vegetal e animal, além de fornecer água potável a milhares de pessoas. Outra iniciativa que receberá investimento do Regenera América é o projeto Curuá, no estado do Pará, uma das áreas com maior cobertura florestal da Amazônia, onde o desmatamento tem causado impactos ambientais significativos. Em conjunto com o grupo Future Carbon, o apoio a esta iniciativa permitirá iniciar a conservação de 8.200 hectares de florestas amazônicas, evitando a emissão potencial de 3 milhões de toneladas de CO2 em 30 anos.

Projeto Café Apuí, uma das iniciativas apoiadas pelo Regenera América, do Mercado Livre / Foto: Divulgação

Ampliação de projetos já apoiados

Além disso, o programa vai ampliar o escopo de projetos que já recebem investimento, contribuindo para que essas iniciativas e as cadeias de restauração, geradas nesses territórios, se consolidem. Dentre eles está o projeto Águas do Rio, localizado nas áreas de influência dos Parques Tinguá-Bocaina, no Rio de Janeiro. Em parceria com o Instituto Terra de Preservação Ambiental (ITPA), serão acrescentados mais 100 hectares, totalizando 170 hectares com o plantio de mais 166 mil árvores nativas da Mata Atlântica, contribuindo também para a conservação da biodiversidade e a proteção das bacias hidrográficas da região. Também será ampliado o apoio à iniciativa Corredor Pau Brasil, na Bahia, desenvolvida pela ONG Natureza Bela, com 100 hectares de mata atlântica, atingindo assim uma área total de 170 hectares por meio do plantio de quase 170 mil árvores nativas adicionais, apoiando assim a criação de um corredor biológico entre dois parques nacionais. E, em mais um ano, o Regenera América avançará com o investimento na iniciativa Café Apuí, em parceria com o IDESAM, com o apoio adicional de 10 hectares e o plantio de 20 mil árvores nativas, totalizando 20 hectares de restauração na floresta amazônica. Essa ação, em sinergia com a produção de café, contribui para o desenvolvimento de uma agricultura responsável e a geração de renda alternativa para famílias de produtores locais.

A implementação dos projetos apoiados pelo Mercado Livre é liderada pela Pachama, empresa que utiliza dados de satélite e inteligência artificial na proteção e gestão de ecossistemas. “É uma honra o fortalecimento da nossa aliança com o Mercado Livre para promover a regeneração e conservação dos biomas icônicos da América Latina, essenciais para capturar e armazenar grandes quantidades de dióxido de carbono, ação importante para mitigar as mudanças climáticas. O investimento nas iniciativas terá um impacto significativo nas comunidades locais, na fauna, flora e no nosso clima, que mediremos constantemente ao longo dos anos”, ressalta Diego Saez-Gil, cofundador e CEO da Pachama.

Sobre Regenera América

Regenera América é um programa do Mercado Livre, criado em 2021, para promover a regeneração e conservação de biomas icônicos da América Latina, região que abriga 40% da biodiversidade do planeta, por meio do financiamento de projetos que combinam a proteção da biodiversidade e a captura de carbono dióxido de carbono da atmosfera, contribuindo para a mitigação das alterações climáticas através de soluções de longo prazo baseadas na natureza.

Sobre Pachama

A Pachama é uma empresa de tecnologia focada em restaurar a natureza para solucionar as mudanças climáticas. Com uma precisão nunca antes vista e aproveitando os mais recentes avanços em imagens de satélite, sensoriamento remoto e aprendizado de máquina, a Pachama mede o armazenamento de carbono em nossas árvores e monitora o crescimento da floresta ao longo do tempo. Através da plataforma da Pachama, empresas responsáveis podem investir com segurança em projetos de conservação florestal de alta qualidade que foram verificados pelo rigoroso processo de avaliação da Pachama.

Sobre o Mercado Livre

O Mercado Livre é a companhia líder em tecnologia para e-commerce e serviços financeiros na América Latina, que oferece soluções para que pessoas e empresas possam comprar, vender, anunciar e enviar produtos por meio da internet, assim como soluções de pagamento, crédito, investimentos, seguros e gestão de benefícios. Além da plataforma de e-commerce e do banco digital Mercado Pago, a empresa conta com os serviços do Mercado Envios, Mercado Livre VIS (Veículos, Imóveis e Serviços), Mercado Ads e Mercado Shops. Maior e mais completo marketplace da América Latina, o ecossistema do Mercado Livre atingiu mais 148 milhões de usuários ativos na região em 2022, sendo 73 milhões de compradores e 3,3 milhões de vendedores, permitindo alcançar 509 visitas, 36 compras e 173 transações a cada segundo. Em 2022, sua receita líquida atingiu US$ 10,5 bilhões, quando também alcançou US$ 34,4 bilhões em vendas, superando a marca de mais de 1 bilhão de produtos enviados. Fundado em 1999 e presente em 18 países, o Mercado Livre superou a marca de 39 mil colaboradores diretos na região, mais de 15 mil apenas no Brasil, seu principal mercado. Atualmente, é uma das 10 melhores empresas para trabalhar no país, dentre as 10 melhores em tecnologia, sendo ainda a melhor para as mulheres.

 

Por | Nahiza Monteles – Edelman Brasil

Continuar Lendo

Regional

Previsão do tempo para Minas Gerais nesta terça-feira, 19 de setembro

Boletim do Instituto Nacional de Meteorologia – Belo Horizonte

Publicado

em

Foto: Reprodução da Internet / Freepik

Nesta terça-feira, as condições meteorológicas são favoráveis a persistência de tempo seco e quente sobre o estado de Minas Gerais. A amplificação de uma grande e forte massa de ar seco e quente que cobre a região central do Brasil dificulta a formação de nuvens, além de provocar calor excessivo. Esse quadro meteorológico deve prevalecer até, pelo menos, o início da próxima semana. Assim, outras regiões de Minas Gerais poderão ser inseridas no contexto da onda de calor.

Céu claro a parcialmente nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas no Triangulo Mineiro / Alto Paranaíba e Sul/Sudoeste. Céu parcialmente nublado no Rio Doce, Mucuri e Jequitinhonha. Demais regiões, céu claro com névoa seca.

A mínima no estado nesta terça-feira é de 12º e a máxima vai até 40º.

Clique aqui para conferir a previsão completa do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

 

Por | Agência Minas

Continuar Lendo

Regional

Entenda sobre a Síndrome de Down

Publicado

em

Síndrome de Down / Imagem Freepik

Luciana Brites – NeuroSaber / Crédito – Samara Garcia

* Luciana Brites é Psicopedagoga, Mestra e Doutoranda em Distúrbios do Desenvolvimento e CEO do Instituto Neurosaber

Antes de tudo é fundamental explicar que a Síndrome de Down não é uma doença. Ela acontece quando a criança apresenta trissomia do cromossomo 21, ou seja, nasce com a ocorrência genética de um cromossomo 21 a mais nas células. Os pais devem estar cientes de que elas podem se desenvolver de modo a alcançar autonomia e qualidade de vida.

As pessoas com Síndrome de Down apresentam algumas características físicas como baixa estatura; olhos puxados e amendoados; sobrancelhas unidas e face achatada. Além disso, podem apresentar questões de saúde como atraso no desenvolvimento; déficits auditivos, de visão e de coluna, e problemas neurológicos.

Também podem apresentar déficit cognitivo, dificuldade de comunicação e redução do tônus muscular. Na escola, o desempenho delas melhora quando as instruções dadas são mais visuais. A aprendizagem desses pequenos é facilitada quando são usados modelos e exemplos que possam ver, de preferência com ilustrações grandes e símbolos.

A repetição das orientações em sala de aula também é essencial. É importante reforçar comandos e solicitações para que os estudantes possam compreendê-las.  Deve-se sempre utilizar uma linguagem verbal simples. Lembre-se que crianças com Síndrome de Down não são todas iguais. Aliás, toda criança típica ou atípica, tem sua individualidade e especificidades e, como qualquer criança, não merecem ser colocadas em uma caixinha.

O diagnóstico da síndrome de Down pode ser feito durante a gravidez, através de exames realizados no pré-natal. Porém, o diagnóstico também pode ser realizado no pós-parto.

O tratamento é feito de acordo com a identificação das necessidades de cada criança. Além disso, há programas de intervenção precoce com equipe multidisciplinar que promovem uma melhor qualidade de vida para as pessoas com Síndrome de Down.

É de suma importância que o acompanhamento médico seja mantido desde o nascimento. Portanto, por mais que não exista cura, o tratamento precoce é indispensável, pois ele pode propiciar uma ótima qualidade de vida e avanços significativos no desenvolvimento.

É sempre importante lembrar que a partir da compreensão das semelhanças e diferenças podemos, juntos, enquanto sociedade, garantir o tratamento e a educação baseada em evidências científicas, o desenvolvimento e o crescimento saudável de todas as crianças.

(*) Luciana Brites é CEO do Instituto NeuroSaber (https://institutoneurosaber.com.br/), autora de livros sobre educação e transtornos de aprendizagem, pedagoga, palestrante, especialista em Educação Especial na área de Deficiência Mental e Psicopedagogia Clínica e Institucional pela UniFil Londrina e em Psicomotricidade pelo Instituto Superior de Educação ISPE-GAE São Paulo, além de ser Mestra e Doutoranda em Distúrbios do Desenvolvimento pelo Mackenzie.

 

Por | Joyce Nogueira – Drumond Assessoria de Comunicação

Continuar Lendo

Em Alta

...