Conecte-se conosco

Regional

Sistema Ocemg divulga resultados do cooperativismo mineiro

Lançamento do Anuário de Informações Econômicas e Sociais do setor será realizado no dia 3 de julho, em Belo Horizonte.

Foto: Reprodução da internet / Flickr

Publicado

em

O Sistema Ocemg divulga no dia 3 de julho, às 9h, no Centro de Inovação e Espaços de Eventos Unimed BH, em Belo Horizonte, o Anuário de Informações Econômicas e Sociais do Cooperativismo Mineiro 2024.

O documento traz um balanço do desempenho do setor, consolidando os dados que amplificam o papel das cooperativas na economia do Estado. “Vamos divulgar o documento mais importante do cooperativismo mineiro, que mostra em números a pujança do nosso modelo de negócios e o que ele representa para o desenvolvimento econômico de Minas Gerais”, explica o presidente do Sistema Ocemg, Ronaldo Scucato.

O lançamento do Anuário terá palestras com especialistas que ajudarão a entender as megatendências que influenciam o desempenho, o crescimento e a sustentabilidade dos negócios cooperativos no Brasil e no mundo. Entre eles estarão o economista Ricardo Amorim – eleito pela Forbes como uma das 100 pessoas mais influentes do país –, para falar sobre “A Economia Brasileira e Mundial e os Impactos nos Negócios Cooperativos”; o jornalista Dony de Nuccio, que abordará a comunicação como força do cooperativismo; e a economista e influenciadora coop Rita Mundim, que conduzirá uma análise socioeconômica das cooperativas mineiras.

Na programação, ainda, um painel sobre “Perspectivas e Oportunidades para o Cooperativismo Mineiro e Intercooperação entre os Ramos”, com participação do professor e engenheiro agrônomo Marcos Fava Neves; do diretor-presidente do Centro Cooperativo Sicoob – CCS e presidente da Confederação Internacional dos Bancos Populares, Marco Aurélio Almada; do presidente da Confederação Nacional das Cooperativas de Transporte de Cargas e Passageiros, Evaldo Matos; e do advogado especializado em Direito de Empresa e Doutor em Direito Tributário, João Caetano Muzzi Filho. O painel será mediado pela cientista política e gerente-geral do Sistema OCB, Fabíola Nader.

A agenda completa do evento pode ser acessada pelo site do Sistema Ocemg: https://sistemaocemg.coop.br/evento/lancamentoanuario2024/

 

Por | Renata Pires – ETC COMUNICAÇÃO

Continuar Lendo
Anúncio
Clieque para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Regional

Olimpíada de Administração premia estudantes e profissionais

Com 30 mil inscritos, iniciativa ensina sobre o mercado de crédito de carbono por meio de game.

Publicado

em

Resultado liberado OBAdm / Imagem: Divulgação

A primeira edição da Olimpíada Brasileira de Administração contou com 30 mil inscritos em todo o país, entre estudantes dos ensinos médio e superior, além de profissionais. Ao todo, foram distribuídas 170 medalhas de ouro; 162 de prata, 250 de bronze, 1106 menções honrosas, além de 170 medalhas aos professores que tiveram mais alunos medalhistas. Com o tema “A gestão dos ODS nas organizações”, a OBAdm teve como objetivo destacar a sustentabilidade e a importância de formar profissionais mais conscientes. Os resultados podem ser consultados pelo site https://www.obadm.org.br/ .

Realizada pelo Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro (CRA-RJ), a olimpíada tem como objetivo promover o ensino de qualidade da Ciência da Administração de modo empolgante, utilizando mecanismos de gamificação para impulsionar novos processos de aprendizagens.

A primeira edição abordou quatro dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU): ODS 8 (trabalho decente e crescimento econômico); ODS 9 (fomento da inovação, infraestrutura resiliente e a industrialização inclusiva e sustentável); ODS 11 (cidades e comunidades sustentáveis); e ODS 12, (consumo e produção responsáveis).

As avaliações foram aplicadas em duas fases. A primeira envolveu uma prova com questões de múltipla escolha. E a segunda, foi totalmente gameficada. O desafio principal usou como inspiração o mercado de crédito de carbono. A proposta era fazer com que os participantes pudessem entender melhor a relação delicada entre as necessidades sociais, questões ambientais e geração de riquezas e empregos para uma cidade fictícia.

Desenvolvimento sustentável

Para o coordenador da OBAdm e presidente do CRA-RJ, Wagner Siqueira, a OBAdm, além de promover o conhecimento, teve como intuito promover a conscientização de estudantes e profissionais de administração e áreas correlatas sobre a importância dos Direitos Humanos, do Trabalho, Meio Ambiente e a fomentação de mecanismos Anticorrupção.

Estudantes fazendo a prova da OBAdm 2- Fonte OBAdm e CRA-RJ / Foto: Divulgação

O ensino da Administração no país

Wagner Siqueira lembra que, no ensino superior, o curso de Administração é um dos mais procurados do país, segundo dados do cadastro Nacional de Cursos e Instituições de Educação Superior (e-MEC). Em relação aos cursos presenciais, é o quinto maior com quase 250 mil estudantes. Já no EAD, ocupa o segundo lugar, com 393 mil. Além disso, grande parte está na rede pública de ensino (74,7%).

Para Wagner, o grande número de alunos que ingressam na faculdade de administração traz uma séria reflexão. “Para termos organizações mais transparentes e éticas, é preciso, hoje, conscientizar os jovens, pois eles serão os próximos gestores e líderes”.

 

OBAdm – Gestão dos ODS nas organizações

Site: https://www.obadm.org.br/

Contato para tirar dúvidas: 0800 606 9130

 

FONTE: Ascom OBADm/CRA-RJ

 

Por | Joyce Nogueira – Drumond Assessoria de Comunicação

Continuar Lendo

Regional

Governo de Minas amplia número de tomografias computadorizadas realizadas no estado

Com investimento de R$ 160 milhões para a compra de tomógrafos, expectativa é de redução do tempo de espera para a realização do exame pelo SUS.

Publicado

em

Foto: Dirceu Aurélio / Imprensa MG

O Governo de Minas está trabalhando para ampliar e fortalecer as ações assistenciais de saúde no estado. Por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) foram investidos cerca de R$ 160 milhões para adquirir 104 tomógrafos para instituições e unidades de saúde mineiras. Até o momento, 84 instituições adquiriram o equipamento e 59 destes já estão em funcionamento.

Nesta quinta-feira (11/7), o vice-governador de Minas Gerais, Professor Mateus, participou de ação na Santa Casa BH que celebra a realização de 3 mil exames de tomografia computadorizada no equipamento adquirido em março de 2024, com recurso repassado pela SES-MG, no valor de R$ 1,5 milhão.

De acordo com o vice-governador, o investimento em tecnologia na saúde feito em Minas, como é o caso da aquisição de equipamentos de tomografia computadorizada, colabora para o aumento da velocidade no diagnóstico, agilidade e qualidade do atendimento médico para a população.

Foto: Dirceu Aurélio / Imprensa MG

“Tomógrafos como este da Santa Casa de Belo Horizonte mudam a nossa condição de assistência, seja em hospitais que já têm o serviço de tomografia e que ganham velocidade e qualidade na realização dos exames, ampliando a sua capacidade de atendimento, seja na cobertura de vazios assistenciais”, explicou Professor Mateus.

Aumento nos exames

A Santa Casa de Belo Horizonte foi uma das instituições contempladas por meio da Resolução SES/MG nº 7.874, de 22/11/2021, que dispõe sobre o repasse de recursos destinados à aquisição de equipamentos para exames de tomografia computadorizada no âmbito da Política de Atenção Hospitalar de Minas Gerais, o Valora Minas.

Houve aumento expressivo no número de exames realizados desde março e a instituição espera que cerca de 1,3 mil tomografias sejam feitas, mensalmente, com o novo equipamento, o que vai reduzir o tempo de espera e permitir um diagnóstico mais rápido.

Para o provedor da Santa Casa de Belo Horizonte, Roberto Otto Augusto de Lima, o novo equipamento quase que dobrou a velocidade de realização de exames de imagens do hospital melhorando assim o diagnóstico e diminuindo o tempo de internação dos pacientes.

“Nós estamos conseguindo fazer 85% dos exames de tomografia em menos de 24 horas do pedido. Isso significa maior acesso à população, aos leitos da Santa Casa, porque a gente consegue girar os leitos de forma mais rápida” contou.

O secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, reconheceu o papel da Santa Casa na saúde de Minas Gerais e destacou a importância do tomógrafo para tratamentos em que o hospital é referência.

“Um tomógrafo para a Santa Casa vale muito. É aqui que se faz a maior parte dos transplantes do estado, é aqui que se faz o maior número de cirurgias e neurocirurgias, e é aqui que se faz as maiores cirurgias cardíacas do estado. Este hospital é muito nobre, por isso o nosso papel como gestores é que o nosso recurso chegue onde, de fato, vai fazer a diferença” disse.

Foto: Dirceu Aurélio / Imprensa MG

Investimentos na Santa Casa de BH

Além de atender pacientes de Belo Horizonte e região, o hospital recebe transferências de todo o estado. Para fortalecer sua atuação, o Governo de Minas repassou para a instituição, desde novembro de 2021, mais de R$ 127,9 milhões referentes ao módulo Valor em Saúde, da Política Valora Minas.

Durante a pandemia de covid-19, também foram doados ao hospital cerca de R$ 4 milhões em equipamentos.

Além disso, o Governo de Minas repassou ao município de Belo Horizonte um total de R$ 4,8 milhões desde outubro de 2023, para quitação da dívida do Pro-Hosp (extinto programa de fortalecimento de hospitais prestadores de serviços ao SUS em Minas Gerais) com a Santa Casa BH.

 

Por | Agência Minas

Continuar Lendo

Regional

A importância da audição para o desenvolvimento infantil

Publicado

em

A importância da audição para o desenvolvimento infantil / Imagem de Freepik

* Psicopedagoga Luciana Brites, CEO do Instituto Neurosaber

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 5% da população brasileira sofre com algum tipo de deficiência auditiva. A audição é um dos sentidos mais importantes para o desenvolvimento e aprendizado das crianças, pois ela desempenha um papel crucial na forma como elas percebem o mundo ao seu redor e evoluem.

A audição é um dos principais canais de aprendizado e comunicação para as crianças desde o nascimento, pois elas começam a reconhecer sons, palavras e padrões de fala, o que é crucial para o desenvolvimento da linguagem, alfabetização, habilidades sociais e cognitivas.

Além disso, ela também é um dos principais meios pelos quais as crianças desenvolvem habilidades sociais, como a capacidade de compreender as emoções e intenções nas vozes das pessoas ao seu redor. Portanto, o processamento auditivo está intimamente ligado ao desenvolvimento de habilidades cognitivas, como a memória e a atenção.

Alguns riscos podem prejudicar a audição e, como resultado, afetar o desenvolvimento dos pequenos. Por exemplo, a exposição aos ruídos altos. Ambientes barulhentos, festas e brinquedos de volume elevado podem expor a criança aos níveis prejudiciais de ruído, podendo resultar em danos auditivos.

Infecções de ouvido também podem ser prejudiciais. Infecções frequentes podem afetar a audição e o desenvolvimento da fala. O uso inadequado de fones de ouvido também pode ser prejudicial. Utilizar dispositivos com fones de ouvido com volume excessivo pode causar perda auditiva ao longo do tempo.

A importância da audição para o desenvolvimento infantil / Imagem de vwalakte no Freepik

Fatores genéticos e dificuldades congênitas também podem influenciar. Algumas condições de saúde têm uma base genética, sendo essencial identificá-las precocemente para intervenções apropriadas.

A audição é uma excelente ferramenta que ajuda a aprender, a falar, a entender emoções e a se divertir. Logo, devemos evitar barulhos muito altos, manter os ouvidos limpos e usar fones de ouvido com cuidado, além de monitorar seu desenvolvimento. Portanto, cuidar da audição é um jeito de garantir que as crianças cresçam felizes e saudáveis.

(*) Luciana Brites é CEO do Instituto NeuroSaber, autora de livros sobre educação e transtornos de aprendizagem, pedagoga, palestrante, especialista em Educação Especial na área de Deficiência Mental e Psicopedagogia Clínica e Institucional pela UniFil Londrina e em Psicomotricidade pelo Instituto Superior de Educação ISPE-GAE São Paulo, além de ser Mestra e Doutoranda em Distúrbios do Desenvolvimento pelo Mackenzie. Instituto NeuroSaber https://institutoneurosaber.com.br

 

Por | Joyce Nogueira – Drumond Assessoria de Comunicação

Continuar Lendo

Em Alta

...