Conecte-se conosco

Regional

Em Poços: Vereador Flavinho sugere ampliação no desconto do IPTU também para pagamento parcelado

Publicado

em

Em reunião na Secretaria Municipal da Fazenda, nesta semana, o vereador Flávio Togni de Lima e Silva (PSDB) propôs que o percentual da equiparação inflacionária de aproximadamente 4,5% que, a princípio, seria descontado no caso de pagamento à vista do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) seja estendido, também, aos contribuintes que fizerem uso do parcelamento para a quitação do tributo. A sugestão foi apresentada ao secretário Alexandre Lino Pereira e à servidora Valéria Poloniato.

O IPTU é uma das principais fontes de receita do Município, com arrecadação estimada para 2021 em R$ 44 milhões. A atualização do tributo é vinculada ao valor da UFM (Unidade Fiscal do Município). Para o vereador Flavinho, este será mais um ano difícil, ainda por conta da pandemia e de todos os desafios econômicos e sociais trazidos por ela. “O prefeito Sérgio Azevedo sinalizou, inclusive em entrevistas, que concederia o desconto de 8% para pagamento à vista, como forma de eliminar o impacto da equiparação inflacionária, que, obrigatoriamente, precisa ser repassada anualmente. Diante deste quadro, conversei com os vereadores da base e apresentei esta proposta ao prefeito. Ampliar este desconto também para a população que vai quitar o tributo em parcelas é uma forma de atender a todos com a isenção da equiparação inflacionária, neste momento de pandemia. O percentual de desconto, obviamente, seria menor do contribuinte que paga parcelado em relação ao contribuinte que pagar à vista, no entanto, ainda assim, evitaríamos o repasse da inflação a todos. Essa proposta é de um desconto de natureza temporária, previsto para todo o ano de 2021”, diz.

O parlamentar ressalta, ainda, que a limitação prevista no art. 14 da Lei de Responsabilidade Fiscal não impede a proposta, uma vez que tal regra está afastada devido ao estado de calamidade que passa o município e todo o Brasil em decorrência da pandemia, nos termos do art. 3º da Emenda Constitucional n. 106, de 7 de maio de 2000, e art. 3º da Lei Complementar Federal n. 173, de 27 de maio de 2020. Tais normas estabelecem regras para o enfrentamento de calamidade pública nacional decorrente de pandemia em âmbito federal.

O secretário da Fazenda lembra que a oficialização da medida exige um trâmite legal que deve se iniciar o mais breve possível. “O Executivo precisa enviar um projeto de lei para a Câmara, onde a proposta vai ser discutida, inclusive em audiência pública. Temos o fator tempo que nos preocupa, já que são 80 mil carnês para serem distribuídos. O Flavinho está nos auxiliando nesta questão que é muito relevante e urgente”, afirma Alexandre Lino.

 

Por | Assessora de Imprensa – Câmara Municipal de Poços de Caldas/MG

Regional

Em Poços: Projeto de Pesquisa e Desenvolvimento efetua entrega de bicicletas elétricas para a Guarda Municipal

Publicado

em

projeto de mobilidade elétrica Poços + Inteligente

Foto: Divulgação

Secretaria Municipal de Defesa Social recebeu quatro bicicletas em evento realizado na tarde desta sexta.

O projeto de mobilidade elétrica Poços + Inteligente, teve mais uma etapa concluída na tarde de sexta-feira (05). Presidentes e diretores das instituições envolvidas, vereadores, secretários municipais, vice-prefeito e prefeito municipal, se reuniram no Almoxarifado da DME, para oficializar a entrega de quatro bicicletas elétricas para uso da Secretaria Municipal de Defesa Social, através da Guarda Municipal.

Os projetos de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) são previstos e regulamentados pelo órgão regulador do setor elétrico brasileiro, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). As concessionárias de serviços públicos de distribuição e geração de energia elétrica devem aplicar, anualmente, um percentual mínimo de sua Receita Operacional Líquida (ROL) em projetos de P&D.

Após participar de uma seleção de projetos feita pela própria ANEEL, a DME, em parceria com Prefeitura Municipal, PUC Minas Poços de Caldas e IFSULDEMINAS, estão conduzindo o Poços + Inteligente. Importante destacar que o projeto envolve mais do que a aquisição de carro e bikes elétricas.

“O projeto conta com 30 bicicletas elétricas, portanto, a Guarda Municipal recebeu uma parte das bikes disponíveis. Dez ficarão com a PUC e dez com o IFSULDEMINAS. As demais serão disponibilizadas ao público em breve. Também haverá bicicletários eletrônicos e eletropostos. As obras do eletroposto, localizado na Fepasa, estão em estágio avançado e a previsão é que estejam finalizadas em um mês”, explica José Carlos Vieira, presidente da DME.

projeto de mobilidade elétrica Poços + Inteligente

Foto: Divulgação

De acordo com Thiago Caproni, Diretor do IFSULDEMINAS campus Poços de Caldas, é muito importante a existência de projetos assim, que colocam as pesquisas acadêmicas em prática com maior rapidez. “Em resumo, além dos ganhos imediatos que o projeto vai proporcionar, ele também vai abrir portas para outras oportunidades geradas pela inovação. As instituições da cidade estão atuando com tecnologia de ponta, que ajudarão a moldar o futuro, possibilitando inclusive a formação de profissionais em diversas áreas”, afirma Caproni.

Para o Prefeito Municipal, Sérgio Azevedo, o fato da cidade investir em tecnologia, a coloca em consonância com as tendências mundiais. “É preciso pensar no que podemos trazer de benefício para o município. Utilizar esse recurso de P&D é muito importante para que mais novidades surjam. O projeto de mobilidade elétrica pode atrair investimentos, além de nos colocar na rota daqueles que já utilizam carro elétrico no país”, finaliza Sérgio.

 

Por | Assessoria de Comunicação – DME Poços de Caldas

Continuar Lendo

Regional

Com mercado de Engenharia em alta, cursos da PUC Minas ganham destaque

Publicado

em

Inscrições para ingresso ainda neste semestre estão abertas até segunda-feira (8).

O momento de crise gerado pela pandemia tem colocado em evidência as carreiras de Engenharia, fundamentais para manter o país em atividade. Profissionais e estudiosos do setor apontam boas perspectivas para este mercado.

Isso se reflete em pesquisas como a que sustenta o Guia Salarial da Robert Half, empresa global de consultoria em recursos humanos. Cargos ocupados por engenheiros figuram entre os que mais chamam atenção, com amplo volume de vagas sendo abertas. A demanda impacta ainda a oferta e busca por cursos de ensino superior.

A PUC Minas é reconhecida por ter alguns dos melhores cursos de Engenharia do Brasil. 90% deles possuem nota 4 no conceito preliminar de curso do Ministério da Educação (CPC/MEC), índice que certifica altíssima qualidade. Eles estão reunidos no Instituto Politécnico da PUC Minas (Ipuc), que abrange diversos campi e unidades.

“O país não pode ficar parado, sem energia, infraestrutura e produção. Sem Engenharia, o país fica estagnado”, observa o diretor do Ipuc, professor Attenister Tarcísio Rego. Para ele, quando novos profissionais do setor estiverem se formando, em cerca de cinco anos, haverá mais oportunidades de empregos e estágios.

Três cursos de graduação na área são oferecidos pela PUC Minas Poços de Caldas: Engenharia Civil, Engenharia Elétrica e Engenharia de Produção. Ainda é possível ingressar neste primeiro semestre de 2021, pois o Processo Seletivo Simplificado segue com inscrições abertas até segunda-feira, 8 de março no site www.pucpcaldas.br.

Um dos atrativos é que os laboratórios do Ipuc contam com tecnologia de ponta, aos quais os alunos têm acesso em aulas práticas e dinâmicas. No Campus Poços de Caldas, não é diferente. Sua estrutura proporciona ambientes de aprendizado adequados à assimilação dos conteúdos teóricos e aplicação em situações encontradas diariamente no mercado.

Conheça os cursos de Engenharia da PUC Minas Poços de Caldas

Engenharia Civil – O curso contempla as várias áreas de atuação do engenheiro civil, que projeta e constrói edifícios, rodovias, ferrovias, pontes e viadutos, além de atuar em obras de drenagem, irrigação, saneamento urbano e rural.

Engenharia Elétrica – O curso forma um bacharel responsável, entre outras áreas, pela concepção e operação da geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. Ele concebe, projeta, constrói e realiza a montagem, operação e manutenção de instalações de energia e industriais, além dos sistemas de medição e de controle, analisando as diversas alternativas tecnológicas e de custo final dos investimentos.

Engenharia de Produção – O curso forma um profissional versátil, que pode atuar em organizações manufatureiras, de construção, nas empresas de serviços, nas instituições e empresas públicas ou no próprio empreendimento. O bacharel em Engenharia de Produção tem formação para atender às necessidades de integração entre diferentes áreas de conhecimento dentro das organizações empresariais.

Serviço
Processo Seletivo Simplificado PUC Minas Poços de Caldas
Inscrições até segunda-feira, 8 de março, no site www.pucpcaldas.br

 

Por | Assessoria de Imprensa – PUC Minas

Continuar Lendo

Regional

A Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas possui agora um Herbário digital aberto para consulta de todo acervo

Publicado

em

No último dia 23 de fevereiro, a Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas (FJBPC), em parceria com o Jardim Botânico do Rio de Janeiro, integrou o acervo do seu Herbário – Anders Fredrik Regnell (AFR) ao sistema JABOT. O JABOT é um sistema de gerenciamento de coleções científicas, desenvolvido no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, que disponibiliza dados do acervo biológico de forma online e gratuita, possibilitando aos usuários do sistema o acesso a dados e imagens das exsicatas e coleções correlatas. Atualmente, 55 instituições do país já utilizam esse sistema de gerenciamento, como o próprio Jardim Botânico do Rio de Janeiro, o Museu Nacional da UFRJ, IBGE, Embrapa, entre outras.

Inicialmente, o Herbário AFR já disponibilizou os dados de 4417 exsicatas depositadas no acervo, a maioria da região do Planalto de Poços de Caldas e Serra de Caldas, sendo posteriormente disponibilizadas as imagens digitalizadas destes testemunhos. A curadoria estima que muito em breve, além de todo Banco de Dados da coleção Botânica, outras coleções pertencentes a FJBPC como a coleção de fungos, a coleção viva e a carpoteca também estarão disponíveis no sistema.

O intuito é permitir o uso colaborativo desses dados a usuários, pesquisadores e outras instituições de forma remota e acessível. É um passo importante para a Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas e para o Herbário AFR, pois além de gerar melhorias na qualidade e processamento de dados, possibilita analises e pesquisas ambientais. A disponibilização do banco de dados da biodiversidade regional é imprescindível para o conhecimento florístico e pesquisas que visam a preservação de espécies vegetais e conservação do ecossistema.

Para consultar o Herbário AFR digital acesse o link  http://afr.jbrj.gov.br/

Flávia Nogueira Pereira | Curadora do Herbário Anders Fredrik Regnell

 

Por | Fundação Jardim Botânico de Poços de Caldas

Continuar Lendo

Em Alta

...