Conecte-se conosco

Regional

Neurologista infantil com TDAH lança livro sobre o tema

Publicado

em

Foto: Divulgação

Dr Clay Brites lança novo livro – “Como lidar com mentes a mil por hora” / Foto: Divulgação

Apesar do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) atingir entre 5% e 6% da população mundial infantil e entre 2% e 3% da adulta, no Brasil, o tema é pouco esclarecido e ainda gera muitos mitos. Pensando nisso, o pediatra e Neurologista Infantil Dr. Clay Brites lança o livro “Como lidar com mentes a mil por hora”, pela editora Gente. A proposta é levar informação baseada na ciência de forma simples para pais, profissionais das áreas de saúde e educação, além de interessados.

Segundo o autor, o TDAH é uma alteração de neurodesenvolvimento caracterizada por uma excessiva dificuldade em iniciar, manter e direcionar a atenção durante as atividades do cotidiano. Brites comenta que há muitas pessoas que tem o transtorno, mas que passam a vida sem saber o que acontece com elas, porque há uma série de mitos em volta, além de um alto índice de desconhecimento do diagnóstico entre educadores e até mesmo entre profissionais da saúde.

– Em mais de vinte anos atendendo pacientes com esses transtornos – e eu sendo um deles –, percebo que muitas pessoas não compreendem que há distúrbios e alterações reais não detectadas em exames de sangue ou de imagem – alerta.

Estresse e sentimento de culpa

Pesquisas já mostraram que pais de crianças com TDAH têm maior nível de estresse do que os pais de crianças com asma. Dr. Clay explica que isso acontece pelo fato de crianças com a síndrome comumente sofrem acidentes, enfrentam dificuldades e até reprovações na escola. “Muitas são excluídas de círculos de amizades, sentem imenso desamparo, além de terem problemas alimentares e de sono em frequência maior do que crianças sem o transtorno”.

Brites também diz que muitos pais chegam ao consultório se culpando, pois acham que os problemas da filha ou do filho vêm de algum tipo de erro deles na educação. “O livro pretende ser uma oportunidade desses cuidadores reencontrarem paz de espírito”.

Danos na fase adulta

Segundo o autor do prefácio do livro, Dr. Joseph A. Sergeant, Professor Emérito de Neuropsicologia Clínica Da Vrije Universiteit, Amsterdam (Países Baixos) e fundador e Coordenador da European Adhd Guidelines Group (Eagg), pais e professores precisam ser devidamente informados sobre o que a ciência diz do tema. “Não é uma tarefa fácil, uma vez que o TDAH, ao contrário de muitas outras condições, não se mantém estável com o desenvolvimento da criança e do adolescente até a idade adulta”.

Sergeant comenta que estudos recentes mostraram ainda que podem ocorrer casos nos quais indivíduos que não tiveram o transtorno na infância apresentam sintomas na idade adulta; e que o TDAH na infância, embora tenha gravidade reduzida – no que diz respeito ao número de sintomas – na idade adulta, continuam a se manifestar comportamentos emocional e sociopatológico significativos.

Dr. Clay Brites comenta que, na grande maioria dos casos, o TDAH chega à fase adulta e os prejuízos externos (que afetam o dia a dia) e internos (que afetam o emocional) levam a um aumento da vulnerabilidade do indivíduo, que sofre mais quando criança, continua mal na adolescência e chega destituído, emocional e fisicamente, na vida adulta. “São imensos – e ainda incalculáveis – os custos à vida individual e social, e também ao sistema de saúde”.

Entretanto, dois amplos e reconhecidos estudos populacionais realizados mais recentemente revelaram que as consequências do transtorno nos adultos também podem ser muito comprometedoras, como, por exemplo, aumento nos índices de desemprego, acidentes, comportamento criminoso, problemas com a justiça, pagamento recorrente de honorários a advogados, penas de prisão e outros tipos de sentenças, envolvimento com entorpecentes e crises que culminam em separação conjugal.

– A intenção de escrever este livro surgiu da vontade de materializar o conhecimento sobre TDAH com as devidas atualizações e amplificar determinados temas relacionados ao assunto que merecem maior atenção – conclui.

 

Sobre o autor

Dr. Clay Brites, MD, PhD, é Pediatra e Neurologista Infantil (Pediatrician and Child Neurologist); Doutor em Ciências Médicas/UNICAMP (PhD on Medical Science); Membro da Associação Brasileira de Neurologia e Psiquiatria Infantil e Profissões Afins (ABENEPI-PR) e Sociedade Brasileira de Pediatria – SBP (Titular Member of Pediatric Brazilian Society); e cofundador do Instituto Neurosaber.

 

Serviço:

Livro: “Como lidar com mentes a mil por hora”

Autor: Dr. Clay Brites

Editora Gente

Páginas: 192

Dimensão: 23×16

Link para comprar:

https://www.amazon.com.br/Como-lidar-com-mentes-hora/dp/6555441496

 

Por | Joyce Nogueira – Drumond Assessoria de Comunicação

Continuar Lendo
Anúncio
Clieque para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Regional

Use o TDAH a seu favor

Publicado

em

Características positivas que costumam sobressair no TDAH / Foto: Divulgação

*Margarete Chinaglia, escritora e pesquisadora sobre TDAH / Foto: Divulgação

Quando estudamos ou lemos artigos sobre o TDAH, 80% deles são negativos. Isto acontece porque o interesse é mostrar o transtorno com os sintomas, características, as dificuldades e os desafios que com certeza irão aparecer.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, o transtorno atinge aproximadamente 2 milhões de pessoas adultas. Isso significa que 4,4% dos adultos em todo o mundo tem TDAH com quadro completo de sintomas. Sabe-se também que uma a cada vinte crianças tem TDAH, ou seja, por volta de 5%. São informações computadas através de diagnósticos confirmados, mas há ainda a ser considerado suspeitas de diagnóstico de pessoas que não buscam ajuda ou profissional adequado para fazê-lo.

É fundamental se preparar e aprender a lidar, conviver e ajudar, mas não podemos ficar focados apenas neste lado negativo porque a pessoa não é o TDAH, ela tem o transtorno, mas tem também muitas qualidades, características positivas e importantes que fazem dela um ser completo. É a saída para uma vida com melhor qualidade ou ter uma visão mais equilibrada do ser como um todo.

Temos que desmistificar este conceito negativo olhando sob outra perspectiva. Para isso precisamos buscar as características positivas que costumam sobressair. Dessa forma, mudaremos o modo de explorar o que eles têm de melhor, a criatividade.

Normalmente eles agem com espontaneidade, explorando tudo ao seu redor, chegando a prestar muita atenção em coisas que outras pessoas iriam ignorar. Além disso, são muito curiosos e tentam experimentar coisas novas. Isto leva a caminhos e resultados inesperados. São apaixonados pelo que fazem e gostam muito dos estímulos das pessoas ao seu redor. Isto pode render projetos fantásticos, lições e muita aprendizagem.

Eles não guardam mágoa e isto faz um bem enorme a si próprio e ao outro. Também não armazenam maldades e ressentimentos de vingança. Vivem intensamente o presente. Não se importam de mudar de plano por alguma razão. Adaptam-se facilmente e não sofrem por isto. São flexíveis às situações e são capazes de inovar como ninguém se quer imaginaria.

Usando o TDAH a seu favor / Foto: Divulgação

Também são exímios observadores. Por vezes, coisas passam por nós, sem nem mesmo percebermos, mas com eles os detalhes não fogem e vem daí a criatividade e as inovações. São dotados de energia para o que gostam, acreditam e para os amigos. Eles não deixam para amanhã o que podem fazer hoje, se de fato é algo que gostam. Eles focam nisto e aproveitam o máximo de cada momento.

Com esta outra visão podemos usar o aspecto positivo do TDAH para potencializar a balança a seu favor e abusar das características boas transformando em um diferencial. O importante é aceitar o que não pode ser mudado, conviver com o melhor que ele pode oferecer e ser feliz. Somos o que somos e ninguém pode tirar isto de nós! O TDAH é apenas um detalhe.

(*) Autora dos livros “Desatando os Nós do Transtorno do Déficit de Atenção – TDA” e “Transtorno do Déficit de Atenção- TDA, sob o ponto de vista de uma mãe”, Margarete é pesquisadora sobre o tema e mãe de uma jovem com TDA. Além disso, é formada como farmacêutica bioquímica e atua em gestão hospitalar.

 

Por | Joyce Nogueira – Drumond Assessoria de Comunicação

Continuar Lendo

Regional

Reajustes de 2022: veja o que fica mais caro no próximo ano

Publicado

em

Foto: Divulgação / Créditos: Envato

Alimentos, combustíveis, energia elétrica e imóveis são algumas das várias “vítimas” da altíssima inflação que o Brasil vem enfrentando durante todo o ano de 2021. E a previsão para o próximo ano não é animadora, visto que, também por conta da pandemia, a economia ainda está instável.

Além disso, a proposta do governo para o reajuste do salário mínimo de 2022 será apenas para cobrir o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), porém, alguns dos reajustes de preços são ainda maiores do que o do INPC, como o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), por exemplo, que reajusta os valores dos aluguéis. Ou seja, mesmo com esse aumento, o poder de compra do trabalhador que recebe o salário mínimo deve diminuir. O doutor em Desenvolvimento Econômico e professor da Escola de Negócios da Universidade Positivo (UP), Guilherme Marques Moura, aponta quatro contas que devem seguir pesando no bolso dos brasileiros no próximo ano.

  • Energia elétrica

“A conta de luz, que aumentou durante todo esse ano, tem previsão para ficar ainda mais cara em 2022. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o valor deve subir 21%”, explica. “Será o maior aumento em sete anos”, destaca Moura.

  • Transporte público

Por conta da inflação sobre os combustíveis, o valor do transporte público deve ser reajustado em todo o Brasil. “Se fossem repassados todos os aumentos de custos, a previsão é de elevação seria de 40% a 50% do preço da passagem, que atualmente custa, em média, R$ 4,00 no país”, revela o professor. “O impacto final depende da cidade, dado que o preço da passagem é subsidiada pelos governos municipais. De toda forma, especialistas apontam um aumento médio de pelo menos 10%”, pontua.

  • IPVA

O preço dos carros usados também subiu bastante: em média,  22% no período entre maio de 2020 e maio de 2021. Por conta disso, o valor do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) também será reajustado em 2022. “No caso dos carros, a elevação do preço do usado ocorreu devido à escassez e aos altos valores dos carros zero quilômetro, causando um efeito cascata sobre os preços dos veículos. Geralmente, esse é um imposto que tem redução ao longo do tempo, então, será uma surpresa para muitos consumidores”, alerta.

  • IPTU

O caso dos imóveis é semelhante, porém, o especialista afirma que o reajuste no valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) não assusta tanto quanto o IPVA. “O IPTU não deve apresentar uma alta tão significativa, dado que a tabela de preços é, geralmente, determinada pelas prefeituras”, aponta.

Segundo Moura, os reajustes causados pela inflação de 2021 são um fator bastante relevante para a inflação do começo de 2022, justificando o cenário previsto para o início do próximo ano. “Nos últimos doze meses, a inflação subiu 10,67%. No início do ano, o teto da meta da inflação, segundo o Banco Central, era de 5,25%. Ou seja, esse estouro da meta continuará causando efeitos no ano que vem”, completa.

 

Sobre a Universidade Positivo

A Universidade Positivo é referência em Ensino Superior entre as IES do Estado do Paraná e é uma marca de reconhecimento nacional. Com salas de aula modernas, laboratórios com tecnologia de ponta e mais de 400 mil metros quadrados de área verde no campus sede, a Universidade Positivo é reconhecida pela experiência educacional de mais de três décadas. A Instituição conta com três unidades em Curitiba (PR), uma em Londrina (PR), uma em Ponta Grossa (PR) e mais de 70 polos de EAD no Brasil. Atualmente, oferece mais de 60 cursos de graduação, centenas de programas de especialização e MBA, seis programas de mestrado e doutorado, além de cursos de educação continuada, programas de extensão e parcerias internacionais para intercâmbios, cursos e visitas. Além disso, tem sete clínicas de atendimento gratuito à comunidade, que totalizam cerca de 3.500 metros quadrados. Em 2019, a Universidade Positivo foi classificada entre as 100 instituições mais bem colocadas no ranking mundial de sustentabilidade da UI GreenMetric. Desde março de 2020 integra o Grupo Cruzeiro do Sul Educacional. Mais informações em up.edu.br/

 

Por | www.centralpress.com.br

Continuar Lendo

Regional

Black Friday: turistas que pretendem viajar para Foz têm desconto em voo panorâmico

Passeio de helicóptero sobre as Cataratas está com preço promocional para compras antecipadas pelo site

Publicado

em

Foto: Divulgação

Quem planeja visitar Foz do Iguaçu nos próximos dias poderá adquirir, até 28 de novembro, o bilhete do voo panorâmico da Helisul Experience por um valor promocional no site oficial da Helisul (http://passeiodehelicoptero.com.br/Portugues).

Nesta black friday, o passeio de helicóptero sobre o Parque Nacional do Iguaçu e as Cataratas que custa R$ 430 sairá por R$ 350 por pessoa para compras antecipadas do bilhete online. No heliponto o preço se mantém, pois a promoção é válida apenas no online e o valor pode ser parcelado em até 10x sem juros.

Foto: Divulgação

Sobre o voo panorâmico

O voo corresponde ao roteiro 1 oferecido pela Helisul Experience e tem duração de cerca de 10 minutos, proporcionando uma vista exclusiva e privilegiada das Cataratas do Iguaçu, uma das sete maravilhas do mundo.

Todos os voos e operações da Helisul atendem às leis, normas e regulamentos da aviação, meio ambiente e, principalmente, aos mais rígidos padrões de segurança. O heliponto localiza-se bem próximo à entrada do Parque Nacional do Iguaçu e conta com estacionamento para veículos, além de uma área de conveniência.

Mais informações: http://www.helisul.com.br/

 

Por | Caroline Veiga – Apex Conteúdo Estratégico

Continuar Lendo

Em Alta

...