Conecte-se conosco

Poços de Caldas

Workshop do Crea-MG debate como cidades inteligentes melhoram qualidade de vida

Publicado

em

Foto: Divulgação

A projeção da população mundial para o ano de 2030 é de 8,5 bilhões e, para 2050, de 9,7 bilhões de pessoas, segundo relatório Perspectivas da População Mundial 2022, divulgado em julho deste ano pela ONU.  Os problemas inerentes a uma cidade populosa vão desde trânsito, destinação de lixo, uso de energia e água, até oferta suficiente de serviços públicos. Preparar-se para lidar com esses desafios é uma necessidade que precisa ser planejada. Neste contexto, as cidades inteligentes surgem como alternativa. Tradução da expressão em inglês smart cities, esse é um conceito baseado no uso da tecnologia para promover o bem-estar dos habitantes e o desenvolvimento socioeconômico, a partir de investimentos em mobilidade, qualidade de vida, sustentabilidade e governança.

Esse será o assunto principal do workshop Desenvolvimento Econômico Regional, promovido pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-MG), em Santa Rita do Sapucaí, no dia 09 de novembro de 2022. O evento, aberto ao público, será realizado no auditório do Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), às 15h, e vai contar com a presença de diversos segmentos da sociedade civil, além de conselheiros, inspetores e diretores do Conselho.

O presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Fernando Borges, ressalta a importância desse tipo de iniciativa, que viabiliza a troca de conhecimento no intuito de promover o bem-estar social coletivo. “O Vale da Eletrônica, como é conhecida Santa Rita do Sapucaí, é o lugar ideal para discutir como as cidades inteligentes podem ajudar o dia a dia das pessoas. Esse é um dos principais polos de tecnologia do país, que reúne diversas empresas e profissionais renomados, além do Inatel, referência no ensino da tecnologia”, destaca Lucio.

O Diretor de Relações Institucionais do Crea-MG, engenheiro eletricista Bruno Oliveira Monteiro, que também é professor do Inatel, vê a realização do evento como uma oportunidade de discutir como as novas tecnologias podem beneficiar ainda mais a população. Um exemplo é a tecnologia 5G, que começa a chegar às regiões do país e será determinante para a transformação das cidades inteligentes. “A quinta geração de rede de internet móvel permitirá maior volume de equipamentos conectados com melhor tempo de resposta do sistema. Significa que agora não tenho a conexão simplesmente do meu telefone com outro, mas, sim também com equipamentos, a chamada internet das coisas. Todos esses equipamentos conectados vão gerar um grande volume de dados. Essas informações vão poder, por exemplo, criar um certo tipo de serviço de saúde para determinado bairro que tenha uma demanda maior de uma ocorrência específica. Então, uma série de atividades podem surgir beneficiando a própria cidade”, ressalta Bruno.

Plenária – Ainda como parte das atividades do Crea-MG em Santa Rita do Sapucaí, será realizada, no dia 10 de novembro, a reunião Plenária, que ocorre, regularmente, em Belo Horizonte. O encontro vai reunir a diretoria e os conselheiros de todo o estado para deliberarem sobre assuntos envolvendo as profissões da engenharia, da agronomia e das geociências.

Serviço Workshop
Data: 09/11/2022
Horário: 15h
Local: Auditório do Inatel – Prédio I  – Av. João de Camargo, 510 – Santa Rita do Sapucaí.

 

Por | Ana Clara Machado – Assessoria de Imprensa – Crea-MG

Poços de Caldas

Poços de Caldas supera R$ 4,45 bi em investimentos desde 2017

Publicado

em

Poços de Caldas acompanha desenvolvimento do estado de MG e é polo de atração de novas empresas / Foto: Divulgação PMPC

Desde 2017 até o início de 2024, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho apontou negociações com 53 empresas para concessão de benefícios por meio da Lei 8602/2009. Somam-se a estes números, grandes expansões de empresas já consolidadas no município e o substancial incremento na área de mineração, com a implantação do projeto de Terras Raras, atraindo empresas internacionais para Poços de Caldas e investimentos na ordem de R$ 2 bilhões.

Grande parte das 53 empresas interessadas na implantação no Distrito Industrial, encontra-se em estágio de negociação avançado e 34 protocolos de intenção já foram celebrados por meio da Lei Avança Poços. São previstas 3.416 vagas de emprego diretas, chegando a 13.664 vagas de emprego indiretas. As empresas vão investir o valor de R$2.002.317.068,00. Os protocolos de instalação das empresas que buscam se instalar no Distrito Industrial preveem ainda uma contrapartida social. Dos protocolos já existentes, os valores chegam a R$8.967.400,92. Recursos a serem investidos nas áreas de educação, saúde, projetos culturais e esportivos da cidade.

Planta industrial do DI de Poços é diversificada / Foto: Divulgação PMPC

Outro investimento que trouxe grande aporte de recursos para o município foi a concessão dos atrativos turísticos para a empresa CITUR, processo iniciado em 2017 com contrato assinado em dezembro de 2022. O contrato inicial de 35 anos prevê investimentos superiores a R$ 45 milhões, com a criação de 250 empregos diretos e indiretos.

Para o prefeito Sérgio Azevedo, Poços de Caldas segue junto com o estado de Minas Gerais, que atravessa um período de expansão de negócios e na atração de novas indústrias, com investimentos que chegam a mais de R$ 400 bi desde 2019. “Poços de Caldas não é diferente e acompanha o crescimento do estado. Também aqui implantamos políticas de incentivo aos investidores e promovemos obras de infraestrutura necessárias ao nosso Distrito Industrial, que cresce a cada ano”.

Grandes empresas já consolidadas no município também contribuem para os números substanciais de investimentos em Poços. As empresas Prysmian, Lorenzetti, Alcoa e Germânica promoveram ampliações em suas plantas, gerando mais dividendos e vagas de emprego para a cidade.

Prefeitura investiu em obras de infraestrutura no Distrito Industrial / Foto: Divulgação PMPC

Distrito Industrial

O Distrito Industrial de Poços de Caldas está localizado na divisa com o estado de São Paulo, possui uma área total de 2.356.651,88 m² , com área de lotes de 1.275.069,53 m². Destes, 80% dos lotes já estão ocupados.

Atualmente, o DI abriga desde grandes empresas como a Danone Nutrition, outras indústrias de médio porte e ainda abriga investimentos de menor porte, caracterizando uma diversificação de sua planta, como um todo.

O secretário Franco Martins, titular da Sedet, vê essa diversidade como uma grande qualidade para Poços de Caldas. “Diferente do passado, quando a cidade concentrava seus investimentos sobretudo na mineração, hoje temos um leque muito grande de investidores, até mesmo na área de Turismo, setor que também passa por um período extremamente favorável. Essa diversificação é muito saudável pois não amarra a arrecadação do município a apenas um setor, gerando dependência e, em caso de um desaceleramento naquela área específica, gerar grandes dificuldades para o município”.

Planta industrial do DI de Poços é diversificada / Foto: Divulgação PMPC

Para atender a demanda do mercado, a Sedet promove a realização de cursos de capacitação voltados às necessidades das indústrias instaladas ou em processo de instalação no município, qualificando a mão de obra local para o mercado de trabalho.

Franco Martins destaca ainda que, com a geração de empregos na indústria, que historicamente assegura postos de trabalho de maior qualificação e melhor remunerados, existe a elevação do nível dos salários da população, com aumento do poder de compra, gerando impactos no setor de comércio e serviços da cidade.

Porto Seco

Para garantir o escoamento da produção, notadamente para o exterior, a Prefeitura vem intensificando negociações, junto ao governo do Estado, para a implantação de um Porto Seco e um Terminal Multimodal. As duas instalações são de fundamental importância para a continuidade da ascensão econômica e industrial, especialmente com o interesse de empresas na exploração de terras raras na região. Após três anos de planejamento e desenvolvimento, essas iniciativas estão próximas de se tornarem realidade, com o apoio do governo estadual e um acordo firmado com a Receita Federal, marcando Poços de Caldas como um local ideal para tais infraestruturas.

 

Por | Secretaria Municipal de Comunicação Social – Prefeitura de Poços de Caldas/MG

Continuar Lendo

Poços de Caldas

Terreiro de Umbanda de Poços de Caldas tem sua trajetória reconhecida pelo Estado de Minas Gerais

Publicado

em

Terreiro de Umbanda Nossa Senhora da Conceição / Foto: Divulgação

O Terreiro de Umbanda Nossa Senhora da Conceição em Poços de Caldas, tradicional espaço dedicado à a prática do culto de Umbanda e a preservação das tradições dos povos de terreiros e afro-brasileiras, foi reconhecido pelo Estado de Minas Gerais, através da Secretaria de Turismo e Cultura, por sua trajetória cultural e religiosa na promoção, valorização e preservação da cultura dos povos de terreiros e cultura afro-brasileira.

O reconhecimento, concedido através do edital estadual LPG nº11/2023, destaca o papel fundamental do terreiro na manutenção e difusão das tradições ancestrais, contribuindo significativamente para a riqueza cultural e histórica da região.

Este reconhecimento é fruto do trabalho dos dirigentes do Terreiro, filhas e filhos da casa e de toda a comunidade, que ao longo dos nove anos de existência têm dedicado esforços significativos para manter viva as heranças e tradições dos povos de terreiros e promover o diálogo e conhecimentos acerca das religiões de matriz africana. Em suas palavras, Thiago Anderson da Costa, pai de santo e zelador da casa, expressa sua gratidão e compromisso contínuo:

“É com imensa alegria que recebemos este reconhecimento do Estado. Este é um reflexo do trabalho e dedicação de nossa comunidade e dos filhos e filhas que se empenham diariamente para preservar e compartilhar as tradições e saberes.O prêmio não é apenas um reconhecimento, mas um incentivo para continuarmos a nossa missão de fortalecer as raízes culturais”, afirma Pai Thiago.

Pai Thiago e Mãe fernanda, Terreiro de Umbanda Nossa Senhora da Conceição em Poços de Caldas / Foto: Divulgação

O Terreiro destaca-se não apenas como um local de culto à ancestralidade, mas também como um espaço aberto à comunidade, promovendo atividades culturais e educativas que enriquecem todo o território e promovem o diálogo com a sociedade sobre a cultura dos povos de terreiro e o respeito religioso.

Para Fernanda Gonçalves Lourenço, mãe de santo e zeladora da casa, “a premiação é um presente que recebemos com muita alegria e simboliza o reconhecimento que as tradições dos povos de terreiros estão alcançando, através do constante esforço pela manutenção do cultos tradicionais para a ancestralidade. Além disso, é também fruto da seriedade do trabalho que realizamos sob as orientações dos Orixás e entidades do terreiro, demonstrando que estamos caminhando para mostrar nossa cultura que muitas vezes é violentada pelo racismo religioso.”

 

Sobre o Terreiro de Umbanda Nossa Senhora da Conceição

O Terreiro de Umbanda Nossa Senhora da Conceição foi fundado em fevereiro de 2015 e está localizado no Bairro São José, em Poços de Caldas, sul de Minas Gerais. Além da prática religiosa tradicional de Umbanda, o espaço promove atividades culturais e pesquisas que tangem os saberes culturais e tradicionais dos povos de terreiros.
Em maio, nos dias 24, 25 e 26, o terreiro irá realizar o festival Erê Convida, que propõe um diálogo com a sociedade sobre as infâncias em contextos de religiões de matriz africanas.

 

Saiba mais em www.tunossasenhoradaconceicao.com
Instagram: @tunossasenhoradaconceicao
Facebook: @tunossasenhoradaconceicao

 

Por | Thais Costa – Moringa – Projetos Afrorreferenciados

Continuar Lendo

Poços de Caldas

PUC Minas obtém conceito 4 no indicador de qualidade IGC, divulgado pelo MEC

Curso de Relações Internacionais do Campus Poços de Caldas recebe a nota máxima, 5

Publicado

em

Foto: Reprodução da internet

A PUC Minas obteve, mais uma vez, ótimo desempenho no Índice Geral de Cursos (IGC), mantendo o conceito 4, em uma escala de avaliação que vai de 1 a 5. O resultado é relativo a 2022 e foi divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação (MEC), nesta terça-feira, 2 de abril. Dois cursos da PUC Minas alcançaram a nota máxima, 5, no CPC de 2022: Relações Internacionais Campus Poços de Caldas e Tecnologia em Comércio Exterior ofertado pela PUC Minas Virtual.

A nota 4 foi alcançada por 27 cursos, sendo: Administração (Praça da Liberdade, São Gabriel, Barreiro, Poços de Caldas e PUC Minas Virtual), Ciências Contábeis (Barreiro, Contagem e PUC Minas Virtual), Direito (Coração Eucarístico, São Gabriel, Barreiro, Betim e Poços de Caldas), Jornalismo (Coração Eucarístico), Psicologia (Praça da Liberdade, São Gabriel, Betim e Poços de Caldas), Publicidade e Propaganda (Poços de Caldas), Relações Internacionais (Coração Eucarístico e Praça da Liberdade), Serviço Social (Coração Eucarístico), Tecnologia em Gestão Comercial (PUC Minas Virtual), Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos (PUC Minas Virtual), Tecnologia em Gestão Financeira (PUC Minas Virtual), Tecnologia em Marketing (PUC Minas Virtual) e Teologia (Coração Eucarístico).

A nota 3 foi obtida por 18 cursos: Administração (Coração Eucarístico, Betim e Contagem), Ciências Contábeis (Coração Eucarístico e São Gabriel), Ciências Econômicas (Coração Eucarístico), Direito (Praça da Liberdade, Uberlândia, Arcos, Contagem e Serro), Jornalismo (São Gabriel), Psicologia (Coração Eucarístico), Publicidade e Propaganda (Coração Eucarístico, Praça da Liberdade e São Gabriel), Tecnologia em Logística (PUC Minas Virtual) e Teologia (Uberlândia).

Os indicadores são: Índice Geral de Cursos (IGC), Conceito Preliminar de Curso (CPC) e Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD).

Índice Geral de Cursos

O IGC é o indicador de qualidade que avalia as Instituições de Ensino Superior. Ele é construído com base numa média ponderada das notas dos cursos de graduação e pós-graduação de cada instituição. Assim, sintetiza num único indicador a qualidade de todos os cursos de graduação, mestrado e doutorado da mesma instituição de ensino.

Conceito Preliminar de Curso

O CPC avalia os cursos de graduação. O cálculo acontece no ano seguinte ao de realização do Enade, com base na avaliação de desempenho de estudantes, no valor agregado pelo processo formativo e em insumos referentes às condições de oferta (corpo docente, infraestrutura e recursos didático-pedagógicos).

 

Por | Assessoria de Imprensa – PUC Minas Poços de Caldas

Continuar Lendo

Em Alta

...